sexta-feira, 16 de março de 2012

Sila Tarot: A importância do signo lunar

 
O que significa a Lua no nosso Mapa Astral?

Quando um astrólogo examina o Mapa de uma pessoa, extrai dele todas as informações sobre a sua vida: seu carácter, estrutura mental, emocional e física, seu comportamento perante os acontecimentos que irão preencher a sua vida. O signo solar é determinado pelo signo no qual o Sol se encontra no momento do nascimento. Como o Sol percorre um grau por dia, ele permanece 30 dias num signo, aproximadamente. É muito fácil, portanto determinar o signo Solar da pessoa e quase todos (mesmo os mais descrentes) conhecem o seu.

Mas a Lua, nosso satélite, percorre a sua revolução em volta da Terra em 28 dias, assim, ela passa aproximadamente dois dias e meio em cada signo. É portanto muito difícil saber onde se encontra a Lua em nosso Mapa Astral, a não ser que se façam aqueles cálculos complicados que o astrólogo faz para elaborar o Mapa. Mas enfim, qual a importância da Lua no nosso Mapa?

Se o Sol é o princípio masculino, ou ÂNIMUS, a Lua é o princípio feminino ou ÂNIMA. A Lua, reflexo da luz solar, representa nossa infância, nosso lar materno e nossa mãe. É na infância que se forma e plasma nossa auto-imagem. O bebê se aconchega no útero materno que é representado astrologicamente pela Lua, e dessa Lua ele depende para o seu desenvolvimento emocional e sentimental. É o elemento água, leite, alimento que está representado na Lua. Assim que o bebê nasce, vai para o colo da mãe para receber calor, alimento e amparo. Se esta mãe o rejeitar, se ela lhe faltar, se ela não o alimentar, o bebê terá sérios problemas psicológicos na fase adulta, mesmo sem o saber conscientemente. De facto, a Lua representa o lado psíquico inferior - o EGO - e faz parte da personalidade da pessoa. Os psicólogos sabem muito bem que os traumas da infância ficam escondidos no nosso subconsciente para sempre!

A Lua representa o ambiente que acolheu o bebê nos primeiros anos de sua vida. Através do signo lunar, o astrólogo pode concluir que tipo de mãe, que infância e onde o cliente passou os primeiros anos de vida, qual o ambiente que o cercou e que foi formador do lado emocional de sua personalidade. Muitas vezes o signo onde a Lua se encontra representa o próprio signo solar da mãe, ou o Ascendente desta mãe (e então o bebê se parecerá fisicamente com ela), e algumas vezes o MC (Meio do Céu) da mãe. Muitas vezes nenhum destes factores está presente, e então devemos concluir que o signo lunar representa a forma com a qual o bebê viu ou sentiu a sua mãe.
De facto, nem todos os irmãos possuem a Lua no mesmo signo
. Como isso se explica? Cada bebê nasce em períodos diferentes da vida da mãe e terá um ambiente familiar distinto. Assim, ele terá a Lua em signo diferente. É raro encontrar a mesma Lua em dois ou mais irmãos, mas isso também acontece. A relação entre mãe e filho é única e não se repete.

A Lua é responsável também pela nossa receptividade, pela nossa imaginação, por nossa sensibilidade, pelas nossa reações, hábitos e memórias, pela forma como nos adaptamos ao meio-ambiente e expressamos nossas emoções. O signo tradicionalmente ligado à Lua é o signo de Câncer, que indica o sentimento de proteção e nutrição. Nos Mapas masculinos, a Lua, representando a mãe ou anima, reflete muitas vezes o tipo de esposa que o homem irá buscar na fase adulta para substituir a própria figura materna. Nos Mapas femininos porém, a Lua assume uma maior importância. De facto, a mulher sendo um ser dual precisará se identificar seja com o seu lado solar que com o seu lado lunar. Isso explica porque muitas mulheres não conseguem se identificar com o seu signo solar.

De facto, a posição da Lua acaba sendo muitas vezes um factor predominante da personalidade feminina. A mulher, em sua fase adulta, irá representar o papel da mãe, papel que a natureza lhe impôs. Quantas mulheres conhecem o conflito de escolher entre a vida profissional (essencialmente masculina na nossa sociedade) e o seu papel de mãe? No Mapa da mulher, a Lua irá representar também a sua fertilidade (útero, ovários e seios) e que tipo de mãe ela será, como ela se comportará quando ela própria se tornar mãe. Uma Lua com aspectos tensos mostrará uma possível dificuldade desta mulher assumir o papel de mãe, dificuldade esta ocasionada na primeira infância e na relação com a sua própria mãe. O ciclo de desenvolvimento lunar acontece de sete em sete anos, e não é por acaso que na nossa sociedade, a criança vai para a escola aos 7 anos, entra na adolescência aos 14, e passa para a idade adulta aos 21. Estes ciclos representam os estágios percorridos pelo bebê em seu caminho para se tornar adulto, onde irá passar da fase lunar para a fase solar de sua personalidade, percorrendo todas as casas do seu Mapa, numa espiral ascendente.

A Lua representa também, no nosso corpo físico, o estômago ou processo digestivo, a linfa, os fluídos do corpo e a vista (o olho esquerdo) e, como falamos acima, os órgãos femininos reprodutores internos. Além disso ela é responsável pelos processos imaginativos e pelas funções naturais do subconsciente.

Assim, o equilíbrio psíquico de uma pessoa poderá ser analisado também através da posição e aspectos da Lua. Já dissemos em outros artigos, que os planetas agem como actores e que o signo onde eles se encontram é o cenário onde o facto acontece. Os aspectos entre os planetas representam a peça que está sendo representada. Assim, ao imaginarmos este Teatro/Mapa, podemos compreender o que se passa na personalidade de uma pessoa e como sua vida é representada.

Muito mais pode ser analisado à partir do signo lunar da pessoa, e esta análise psicológica do desenvolvimento está na raiz da nossa personalidade.



Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTOU COMENTE!
NÃO GOSTOU, COMENTE NA MESMA!