sexta-feira, 13 de abril de 2012

Sila Tarot: Lendas Africanas

Origem do Baobá





O Criador inicialmente plantou o Embondeiro na bacia do Congo, mas a árvore queixou-se do encharcamento constante das raízes que fazia o tronco inchar.
Então, o Criador, mudou-a para os Montanhas da Lua da África oriental. Mas o Embondeiro continuou a refilar por causa da humidade desconfortável. O Criador acabou por enfurecer-se, pegou no tronco inchado, e atirou-o para uma parte seca de África. A árvore aterrou de cabeça para baixo, ficando com as raízes definitivamente no a ar.

Em algumas partes da África, acredita-se que espíritos maléficos habitam as suas flores, e por isso, qualquer pessoa que apanhe uma flor será devorado por um leão. Em Madagascar, o Embondeiro de Grandidier (Adansonia grandidieri), é tido como o lugar de repouso dos espíritos; por isso, são feitas ofertas que são depositadas na sua base para assegurar fertilidade, boas colheitas e boa sorte.
Outras curiosidades deste gigante...
Em Moçambique, Embondeiros de tronco oco eram usados como casa por famílias inteiras.

Adanson, o homem que primeiro tentou calcular a sua idade, estimou que duas árvores de uma ilha de Cabo Verde tinham 5150 anos!!!

A juntar às utilidades anteriormente descritas, serve também para fazer chapéus à prova de água e cordas de instrumentos; as folhas frescas são comestíveis (gosto parecido com os espinafres) e medicinais (boas para os rins, e fígado, para tratar asma e picadas de insectos). O pólen misturado com água dá uma excelente cola.

A polinização em África é feita por morcegos, em Madagáscar por morcegos e Lémures, enquanto que na Austrália são borboletas noturnas que estão encarregues da tarefa.


P.S. - Embondeiro é o mesmo que Baobá, que Polón e que Adansonia digitata...




Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTOU COMENTE!
NÃO GOSTOU, COMENTE NA MESMA!