terça-feira, 17 de abril de 2012

Sila Tarot: O que é um Psicopata?





Psicopatia

O nome mais conhecido é psicopatia, mas também se usam os termos sociopatia e transtorno de personalidade anti-social.


Com um nome ou outro, não se trata de raridade. Entre os psiquiatras, há o consenso quanto a estimativas surpreendentes sobre a psicopatia. "De 1% a 3% da população tem esse transtorno. Existem estudos que mostram que a maior percentagem são membros do sexo masculino A maioria não comete crimes, mas deixa as pessoas com quem convive desapontadas. "Eles andam pela sociedade como predadores sociais, desajustando famílias, aproveitando-se de pessoas vulneráveis e deixando carteiras vazias por onde passam".

Explicando de uma forma simples, os psicopatas que não são apenas assassinos (embora hajam comportamentos desviantes a esse nível), estão por aí, em todo o lado, são pessoas aparentemente normais, mas com comportamentos desajustados, a nível social. Muitas vezes ganham promoção atrás de promoções enquanto puxam o “tapete” dos colegas. Também os encontramos entre os políticos que desviam dinheiro para as suas contas bancárias, entre médicos que deixam pacientes morrer por não darem importância, entre "amigos" que pedem dinheiro emprestado e nunca devolvem...




Segredos e mentiras



Atributo número 1: mentir. Todos nós temos tendência para mentir (seja como mecanismo de defesa ou outro) , mas os psicopatas fazem isso constantemente, com toda a gente. Inclusive com eles próprios. São capazes de dizer "Já saltei de um pára-quedas" e, logo de seguida dizerem, "Eu nunca andei de avião", sem achar que existe aí uma grande contradição. Pouco se importam com o que os outros pensam deles. Espertos, não se contentam só em dizer que são neurocirurgiões, por exemplo, sem nunca terem feito sequer esse curso: usam e abusam de termos técnicos das profissões que fingem ter.

Uma série de estudos do Instituto de Neurociência Cognitiva, nos EUA, mostrou que psicopatas têm dificuldade em nomear expressões de tristeza, medo e reprovação em imagens de rostos humanos.

É simples, assim como os daltônicos não conseguem ver as cores, os psicopatas são incapazes de sentir ou relacionar emoções. Não relacionam, nem as sentem, pelo menos não do mesma forma que os outros o fazem. Em vez disso, eles só teriam o que os psiquiatras chamam de proto-emoções - sensações de prazer, euforia e dor menos intensa que o normal.

"Estudos com pessoas da mesma família, gêmeos e filhos adoptados indicam que o comportamento dos psicopatas e as disfunções emocionais são coisas hereditárias".


As características de um psicopata


Charme


Tem facilidade em lidar com as palavras e convencer pessoas vulneráveis. Por isso, torna-se líder com frequência.
Inteligência


O QI costuma ser maior que o da média: alguns conseguem passar-se por médico ou advogados, sem nunca terem acabado o curso.

Ausência de culpa


Não se arrependem nem têm crises de consciência. É mestre em colocar a culpa nos outros por qualquer coisa. Tem a certeza de que nunca erra.

Espírito sonhador


Vive com a cabeça nas nuvens. Mesmo que a situação do sujeito esteja miserável, ele só fala sobre as glórias que o futuro lhe reserva.

Habilidade para mentir


Não vê diferença entre sinceridade e falsidade. É capaz de contar qualquer lmentira como se fosse a verdade mais cristalina.


Egoísmo


Faz as suas próprias leis. Não entende o que significa o "bem comum". Se estiver tudo bem para ele, não interessa como estão todos os outros ao seu redor.

Frieza


Não reage ao ver alguém a chorar e termina os relacionamentos sem dar explicações. Aquele que "foi comprar cigarros e nunca mais voltou?" É esse mesmo.

Parasitismo


Quando consegue a confiança de alguém, suga-o até a medula. O mais comum é pedir dinheiro emprestado e deixar para pagar no dia 31 de fevereiro.

Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTOU COMENTE!
NÃO GOSTOU, COMENTE NA MESMA!