sexta-feira, 6 de julho de 2012

Sila Tarot: Como superar complexos de Inferioridade?!



 
O termo tão popular “complexo de inferioridade ” foi usado na psicanálise por Freud. Alguns acontecimentos repassam informações erradas sobre o nosso valor como seres humanos, o que resulta no que se chama de comportamentos introvertidos que, além de causar grandes doses de sofrimento emocional, causa muita limitação na vida social, profissional e pessoal. As situações formadoras de sentimentos de inferioridade são todas aquelas, onde a pessoa se percebe incapaz.

Aqui fica um apenas um exemplo, dentro de todos num universo de experiências negativas:


 
A família explosiva


O pai, mãe, ou qualquer pessoa significativa da infância que resolve as questões dentro de casa pelo caminho do “grito”, oferece um ambiente onde a criança nunca se sente apta a entender como deve proceder, pois diante de pessoas explosivas parece que nunca conseguirá falar ou fazer as coisas certas. Juntamente com esta sensação de estar sempre errado, surge o aparecimento significativo do sentimento de inferioridade. Ao longo da vida, este sentimento aparecerá em todas as vezes que se relacione com pessoas que de alguma forma lhe lembram o pai (mãe, ou seja lá quem tenha sido o explosivo na vida desta pessoa).
Sabendo disso entendemos o porquê de algumas pessoas sentirem tanta dificuldade em se relacionarem com os seus chefes. Pois qualquer pessoa que lembre, mesmo que vagamente, a posição hierárquica superior na qual o pai se colocava, será o gatilho para que surja o forte sentimento de inferioridade. Perceba que nem sempre este chefe será parecido com o seu pai.

 


Muitas vezes a única semelhança é a simples posição de ser a pessoa que organiza o ambiente (função tanto do chefe como a do pai). O resultado deste sentimento de inferioridade é que pode ter atitudes diante do seu chefe que na realidade são respostas ao comportamento do seu pai, e o “coitado” do chefe não tem nada a ver com isso. Outras vezes este chefe é igualzinho ao seu pai. Ele é outra pessoa explosiva na sua vida. Nesse caso as coisas pioram, pois já teve o stress de lidar com o seu pai, não saiu vencedor, sentiu-se inferior e agora surge outra pessoa que exige de si o mesmo domínio da situação que não teve em alturas anteriores.

O resultado pode ser um pedido de demissão por não conseguir lidar com este chefe. Pedir demissão numa situação dessas não é a melhor saída. O ideal seria aproveitar esta oportunidade para de uma vez por todas, vencer os seus sentimentos de inferioridade e de se superar a si mesmo.




O caminho para vencer a inferioridade será treinar melhor a sua flexibilidade cognitiva, e reviver o passado, mesmo que doloroso, para finalmente dar à sua mente uma oportunidade para receber o apoio e reconhecimento que tanto merece. Tudo é uma questão de experimentação e treino. Falo deste exemplo no trabalho, mas o mesmo se aplica a todas as situações ou áreas da vida. Tente resolver as questões de sentimentos de Inferioridade, enfrentando-as com coragem e determinação.

 

 
Por vezes a baixa auto-estima, é consequência desses sentimentos de inferioridade ou vice versa. Aprenda a gostar de si mesmo, percebendo que todos nós somos seres único e todos estamos aqui, por algum motivo e com alguma função. Todos nós, temos caracteristicas especiais, que nos destinguem e nos fazem diferentes, mas acima de tudo que nos valorizam e conferem imortância entre os demais. Valorize-se, pelas diferenças. E não permita de forma alguma, que os demais o perturbem e o façam sentir-se desvalorizado, e acima de tudo com sentimentos de inferioridade, pois todos nós temos o nosso valor próprio e estamos acima de tudo sempre a aprender e a evoluir como seres humanos.





Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTOU COMENTE!
NÃO GOSTOU, COMENTE NA MESMA!