segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Sila Tarot: Antipatia á 1ª Vista - Porquê? Como resolver?


 
Todos nós já passámos por isto: conhecer alguém e a primeira impressão foi negativa. Essa repulsa instintiva pode mudar, se dermos oportunidade para conhecer melhor a pessoa em questão, mas pode também confirmar-se. Porém, poucas pessoas pensam que talvez essas sensações em relação á outra pessoa, tenham origem em situações e fatos da nossa história pessoal. Em geral, o comportamento do outro remete-nos para algo ou alguém que não nos fez bem. É um mecanismo de alerta e defesa que nos faz dar um passo atrás, ficar á defesa e observar o outro.

Segundo a psicóloga, a antipatia será mais forte quanto mais desagradável tiver sido a experiência do passado. Pode também estar relacionado com valores e padrões diferentes dos nossos. Vou dar um ex: Se cultivar a humildade, vai ficar decerto incomodada, com pessoas altivas. Essas diferenças podem dar espaço para que nasça a tal antipatia. Se conhecermos pessoas com traços físicos ou a agir de um modo, que nos lembra alguém do passado e que não nos proporcionou uma experiência positiva, projetaremos sentimentos negativos sobre a pessoa que acabámos de conhecer, às vezes, que nem é dessa forma.
 
 
É preciso darmos oportunidade de conhecer melhor, a pessoa com quem tivemos um impacto negativo inicial. Essa primeira impressão nem sempre corresponde à realidade. Mas, se houver confirmação de que ela é realmente antipática, ou não corresponde ás suas expectativas, desligue-se. O melhor é não insistir. Se tiver de nascer algum sentimento positivo, acontecerá naturalmente. E antes de dar outra oportunidade a quem causou essa repulsa é necessário ter disposição para olhar para si. É importante tentar descobrir porque a pessoa desencadeou a emoção negativa. Há a possibilidade de que nessa nova tentativa, a sensação de que a pessoa é antipática seja reforçada.

É muito comum que pessoas tímidas sejam rotuladas de arrogantes. Essas pessoas costumam ser mais isoladas, não conversam, passam uma impressão errada. Por isso, vale a pena criar uma oportunidade para mudar de ideias.

Se apesar das tentativas a pessoa ainda continua a parecer antipática, o melhor é evitá-la. Se isso não for possível, lembre-se de que não temos o controle sobre os outros e não desperdice energias. É preciso aceitar a pessoa que faz parte do nosso círculo familiar ou profissional como ela é e tentar conviver com cordialidade. Assim, evitamos problemas e sofrimento.
 

Quando desperta a antipatia alheia

Não podemos esquecer do outro lado da moeda: quando nós parecemos antipáticos para as pessoas. Também podemos ter modos e personalidades que incomodam, que mexem sem querer em alguma ferida, e levam alguém a lembrar uma mágoa ou situação negativa. Para esses casos, vale o mesmo conselho, principalmente quando temos de conviver com aqueles que não”gostaram” da nossa cara.

Se é alguém com quem se trabalha, por exemplo, acho interessante insistir e mostrar que é uma boa pessoa. Se for um indivíduo que não faz diferença, é gasto de energias desnecessário, lembrando que isso não se deve tornar uma missão de vida. É bom tentar mostrar que se é boa pessoa, mas se não ocorreu, deixe fluir, porque não vale a pena querer agradar e acaba por não se orientar pelos seus próprios desejos.

 

No ambiente Laboral

Se as pessoas antipatizam consigo, humildade é importante para quem quer desfazer, essa má impressão, principalmente no ambiente profissional. É preciso ouvir com o coração aberto o porquê de as pessoas o acharem antipático. Normalmente, não há certo ou errado. Há partes que fazem sentido e outras que não fazem. Mas ouvir o que outro tem a dizer, é mais positivo do que se fechar, pois afasta ainda mais as pessoas.

A situação pode ser mais complexa quando essa repulsa parte do funcionário em relação ao chefe. Se o superior não for uma pessoa aberta para conversar e comunicar, a convivência tornará-se-á complicada. Há situações em que a postura da chefia gera antipatia nos funcionários, onde por ex. O dono é tímido e controlador, coloca câmaras em todas as salas para saber o que acontece. Acaba por gerar medo e antipatia nas pessoas. Ficará difícil mudar qualquer coisa. Nos casos mais críticos, o melhor a fazer é tentar mudar de área ou de empresa.

Se gostou do que Leu, cligue g+1 no final desta publicação

Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTOU COMENTE!
NÃO GOSTOU, COMENTE NA MESMA!