sexta-feira, 24 de maio de 2013

Sila Tarot: A Energia dos Felinos!


Os gatos possuem uma conexão com o mundo mágico, invisível. Assim como os cães são os nossos guardiões no mundo físico, os gatos são nossos os protetores no mundo energético, ou espiritual. Durante o tempo em que passa acordado, o gato vai “limpando” a sua casa das energias intrusas. Enquanto dorme, ele filtra e transmuta esta energia. O gato pode, muitas vezes, ficar em lugares com baixa circulação de energia ou Chi vital para poder ativar esta área.

 Quem já não presenciou o seu gato a olhar para o nada, totalmente imerso... Ele certamente vê coisas que não vemos, desde insetos microscópicos, até seres de outras dimensões. Muitas vezes o seu gato vai para um local isolado da casa e começa a miar... Não é só atenção que ele quer: é uma espécie de alerta que ele está a dar: a qualidade da energia daquele espaço precisa de ser melhorada.


 
Os nossos problemas, o nosso stress diário é absorvido pelo gato. Quando o espaço está denso e muito carregado, não raramente o gato adoece.

Claro que o gato não é o único responsável pelo o equilíbrio energético do seu lar, mas este animal esforça-se bastante. Quando mais harmonioso for o seu ambiente, menos energia negativa ele precisará de filtrar e consequentemente será mais feliz e saudável será.

Quando dormimos, os nossos corpos astrais separam-se do corpo físico e vão para a quinta dimensão, a dimensão sem tempo e espaço: a dimensão em que estamos durante os nossos sonhos. Por falta de treino e preparo, na grande maioria das vezes não sentimos essa dimensão tal como ela é, em vez disso “mascaramos” e codificamos com o nosso conteúdo psíquico e inconsciente.
 
 
Os gatos muitas vezes acompanham-nos nessas viagens astrais ou protegem o nosso corpo astral, além de guardar o nosso quarto de espíritos indesejados enquanto dormimos. Essas são as razões pelas quais eles gostam de dormir conosco na cama.

Os gatos também regulam a nossa evolução. Durante sua convivência connosco, eles transmitem informações a dimensões superiores, servindo como radares e transmissores. Além disso, como transmutadores de energia, eles auxiliam na cura, desempenhando um papel semelhante ao dos cristais.

Os gatinhos são “professores”, eles ensinam a amar. Um amor livre, não submisso, respeitador do arbítrio alheio e das diferenças. Por isso tantas pessoas têm dificuldade de conviver com gatos e acham-nos “interesseiros”. Primeiro, tem de conquistar a confiança de um gato. Depois, tem que aprender a respeitá-lo. Ele vai demonstrar afeto quando realmente estiver disposto, se sentir que precisa dele, não á hora que quiser. Gatos emanam amor. Do ponto de vista energético, pessoas que têm alergia a gatos são pessoas que têm dificuldade de deixar o amor entrar nas suas vidas.

Se há muitas pessoas na família e um único gato, ele pode ficar sobrecarregado a absorver a negatividade de todos. É bom ter mais do que um gato para dividir a carga entre eles, ainda mais nesses casos.
 

Se não tem um gato, e um gatinho de rua, aparece na sua vida, é porque precisa de um gato numa altura particular. O gatinho está-se a propor a ajudá-lo a si. Se não pode acolher o gatinho, é importante que lhe encontre um lar. O gatinho chegou até si por alguma razão, que pode não compreender a nível físico, mas que pode descobrir através dos sonhos, se assim o desejar. Muitas vezes o gatinho aparece, cumpre a sua função e se vai.

Fique atento à forma como os gatos reagem a visitas na sua casa. Muitas vezes estão a tentar protegê-lo de um campo áurico negativo ou pesado.
 
Se Gostou do que Leu, clique G+1

Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTOU COMENTE!
NÃO GOSTOU, COMENTE NA MESMA!