sábado, 3 de agosto de 2013

Sila Tarot: Plantas para a saúde feminina!

 
 
Ervas e Mezinhas úteis, para o bom funcionamento ginecológico, lembro que não descurem as visitas ao ginecologista, os exames preventivos e as mamografias periódicas. A Medicina Preventiva é sempre melhor.
Agoniada
 
Indicação: para inflamações, congestões do útero e ovários, para cólicas menstruais, suspensões menstruais, menstruação irregular, dolorosa e difícil, irritabilidade ocasionada pela TPM, ansiedade, histeria; tem acção anti-inflamatória sobre o útero, e é usada para corrimentos.
Dose: chá das cascas, 5 gramas das folhas em 1 litro de água fervente. Indicação de até 3 xícaras diárias do chá morno até à cura.

O chá pode ser utilizado para lavagens vaginais.

Chá das flores em cataplasma nos seios auxilia e estimula a amamentação.

Também pode ser utilizada em Tintura Mãe.

Contra indicação: Gestação e período de amamentação, e não utilizar em crianças. O uso prolongado pode levar à esterilidade. Em doses elevadas é tóxica.


Barbatimão

Indicação: para corrimentos vaginais, hemorragias uterinas, flores brancas, feridas no colo do útero, gonorréia, catarro uretral e vaginal, candidíase.
Dose: 1 colher das de sopa das cascas para 1 litro de água morna para lavagens vaginais.

Para uso interno, 20 gramas da casca em 1 litro de água, de 3 a 5 xícaras por dia.

Contra indicação: Gestação e período de amamentação. Há relatos de que as sementes sejam tóxicas.

Unha de Gato

Indicação: modula o sistema imunológico estimulando e fortalecendo, é estimulante do útero, indicada na candidíase, herpes, doenças urinárias, diurética, para os rins, gonorréia, reumatismo, dores articulares, irregularidade menstrual, tumores, hemorragias, inflamação da vagina.
Dose: chá da casca da raiz, 1 grama da casca para 250 ml de água; tomar 1 xícara, 3 vezes ao dia.



Contra indicação: mulheres grávidas ou que estejam a amamentar, crianças com menos que 4 anos; pacientes com ou a receber transplantes de órgãos, enxertos de pele, terapia de imunossupressão, usuários de hipotensores, enfermidades auto-imunes, esclerose múltipla e tuberculose.

Efeitos colaterais: pode provocar diarréia, alterar a consistência das fezes e provocar náusea moderada.
 
Uxi amarelo
 
Indicações: miomas (caroços), quistos nos ovários, infecção urinária, inflamação uterina, na prevenção do câncer, reumatismo.
Dose: utilizada em Tintura Mãe.

Contra indicação/Efeitos colaterais: Não há relatos na literatura de contra indicações, efeitos colaterais, nem de causar dependência.

Associado à Unha de Gato é extremamente eficaz como anti-inflamatório para o tratamento do mioma, mas é necessário acompanhamento profissional para o ajuste da dosagem terapêutica.

Ipê roxo

Indicações: aumenta a imunidade do organismo, elimina as toxinas, aumenta a quantidade de glóbulos vermelhos, inflamação do útero e vagina, excelente depurativo do sangue, tem acção antibiótica, propriedade anti-tumoral, tem acção analgésica, cervicites (feridas no colo do útero).
Dose: indicado em Tintura Mãe; em chá, utiliza-se a entrecasca moída, 15 gramas para 1 litro de água; deixar cozinhar por 5 minutos e tomar 1 xícara morna, 3 vezes ao dia.

O chá também é utilizado para lavagens vaginais.

Contra indicação: Mulheres grávidas e em período de amamentação; pessoas com hipersensibilidade à planta.

Superdosagem: em doses exageradas pode causar anemia e problemas gastrintestinais.



A utilização e a dose terapêutica devem ser individualizadas, pois “cada caso é um caso”.
As ervas podem ser encontradas numa ervanária. As doenças têm descrição clínica comum, mas a forma como a pessoa adoece e convive essa experiência a doença é única. Portanto, a indicação de qual erva se adequa melhor à paciente e à doença é fundamental para o processo de regeneração e cura.

Estou apenas a enfatizar o uso ginecológico destas plantas; contudo, elas também possuem outras aplicações e indicações terapêuticas. Os banhos e chás de ervas não substituem as consultas periódicas ao ginecologista e a utilização das ervas, para melhor actuação, deve ser feita após resultados de exames preventivos. Como exemplo, citamos as leucorréias (corrimentos) que têm várias causas, como inflamação, irritação, feridas em colo de útero, doenças sexualmente transmissíveis; assim sendo, para cada causa uma determinada planta e tratamento com a melhor indicação.
 
 


As ervas devem ser evitadas nos três primeiros meses de gestação, na lactação e existem ervas que devem ser evitadas durante toda a gestação.


Tintura de Ervas
 
Veja Mais:

Erva de Bugre (também conhecida como Guaçatonga) 
 
Indicação: diurético, emagrecedor, diminuir inchaço (edema) das pernas, auxiliar nos problemas de ovários, estimulante da circulação sanguínea, depurativa (promove a limpeza no organismo),
Dose: chá das cascas do caule tem efeito anti-inflamatório; usado em duches vaginais, previne inflamações do colo de útero e irritações vaginais; o sumo das folhas emagrece; utilizado no tratamento de herpes, e da sífilis.

Contra indicação:gravidez e aleitamento.

Efeitos colaterais:sensibilidade aos componentes da planta.

Tansagem
 
Indicação: limpeza das vias respiratórias (para fumadores); é usada em forma de chá como antibiótico, bactericida e anti-inflamatória para infecções nas partes íntimas, em lavagens vaginais; usada em compressas em dores nos mamilos (seios).
Dose: compressas, banhos e chás, 3 xícaras por dia; também pode ser utilizada sob a forma de tintura.
Contra indicação:a raiz, em excesso, é tóxica.


Cordão de Frade
 
Indicação: usado em casos de retenção de urina, eficaz contra hemorragias uterinas, chás e banhos para acalmar os sintomas da TPM, para as dores reumáticas; é bactericida, sendo recomendado o uso, sob a forma de chá, para lavagens vaginais.
Dose: banhos, chás – 2 xícaras por dia.
Contra indicação: Em pacientes com doenças crônicas do fígado.
Efeitos Colaterais: Nos tratamentos prolongados pode causar problemas hemorrágicos devido às cumarinas.
 

Carobinha

Indicação: em forma de infusão, como diurética, especialmente utilizada no tratamento das infecções urinárias e cutâneas, depurativa, além de externamente ser empregada como cicatrizante; recomendada para duches vaginais. Pode ser utilizado em compressas, e em tinturas.
Dose: infusão das folhas, de 1 a 4 xícaras/dia, dependendo do problema



Cavalinha ou Erva Pinheira 
 
Indicação: a raiz é diurética, remineralizante, responsável pela redução da flacidez da pele e músculos, principalmente após regimes de emagrecimento; a planta toda é indicada para menstruações excessivas, para tratamento de problemas genitais e urinários, acne, eczemas e feridas. Compressas e duches vaginais.
Dose: infuso, 3 xícaras por dia.
Contra indicação:não usar as extremidades floridas.

Efeitos colaterais:não é recomendado o uso por longos períodos.
 
Malva Rosa
 
Indicação: acalma os sintomas da TPM e dores no corpo, inflamações da bexiga, da vagina, dos rins, da pele, nas inchações (edemas) das pernas, desinfectante posto sobre feridas e úlceras; faz emagrecer sem prejuízos ao coração.
Dose: compressas, infusão das folhas e tintura.
Contra indicação:não deve ser utilizada por pessoas portadoras de diarréia crónica.
Efeitos colaterais:na dosagem recomendada não produz efeitos colaterais.


Casca de caju

Indicação: É bactericida, indicada nas infecções de útero e irritações vaginais, depurativa, anti-inflamatória, anti-hemorrágica, indicada para menstruação excessiva, duches vaginais.

Dose: compressas, infusão das folhas e tintura.
Efeitos colaterais:a castanha em estado fresco pode causar lesões, pois é cáustica.



Aroeira
 
Indicação: É diurética e emenagoga (provoca a menstruação), é adstringente, indicada para doenças das vias urinárias, anti-inflamatória, antileucorréica.

Dose: chás e uso interno só com acompanhamento terapêutico; banhos de assento e duches vaginais; pode ser utilizada como unguento.
Contra indicação:gravidez e lactação,
Efeitos colaterais: a planta (folha e casca) pode causar manifestações alérgicas na pele, e a ingestão de frutos pode causar vômitos e diarréia.
 
Aperta ruão
 
Indicação: Age como diurética, adstringente, tónica do útero, anti-inflamatória, anti-leucorréica. O chá é diurético, adstringente e indicado para doenças das vias urinárias, na uretrite, utilizada no tratamento da blenorragia, combate hemorragias e em casos de cistite. Em banhos demorados, as folhas têm sido usadas nos casos de queda do útero e no tratamento de hemorróidas.
Dose: Para chás - 15 gramas (2 colheres de sopa) para 1 litro de água, quando a água alcançar fervura, desligue. Tampe e abafe por 10 minutos, coar e beber. Tomar 4 a 5 xícaras por dia.
Chás e uso interno devem ter acompanhamento terapêutico; muito utilizada em duches vaginais, pode ser utilizada como unguento.
Contra indicação: Período de gravidez e lactação.
Efeitos colaterais: A raiz é considerada tóxica; portanto, deve ser usada com prudência e moderação.
 
Sálvia
 
Indicação: É fungicida e contém estrogénios, emenagoga (facilita a menstruação) e alivia cólicas, para problemas da mucosa vaginal, para dores de ovário, alivia sintomas da menopausa.
Dose: Infuso - 5 a 10g em 100ml de água fervente por 10 minutos, coar e beber. Tomar2 a 3 xícaras por dia, após as refeições.
Extrato fluido: de 20 a 60 gotas, 2 a 3 vezes ao dia.
Macerado: 4 g em 100 ml de vinho, deixar por 6 dias, filtrar e tomar 1 cálice pequeno, 2 a 3 vezes ao dia.
Lavagem e duches vaginais, 3 a 4 vezes ao dia.
Chás e uso interno devem ter acompanhamento terapêutico.
Tintura: 40 a 50 gotas, 2 horas antes de dormir, ou 3 vezes ao dia.
Contra indicação: contra-indicado para gestantes, pois estimula contrações uterinas, e reduz a secreção láctea de quem estiver a amamentar; deve ser evitada por hipertensas.
Efeitos colaterais: não deve ser tomada em grandes doses por períodos muito longos.

Artemísia

Indicação: Estimula o útero e provoca a menstruação, alivia cólicas e enxaquecas de origem menstrual, alivia sintomas da menopausa, para o tratamento da leucorréia, regula o ciclo menstrual, combate problemas de ovário.
Dose: Infuso - a dose diária máxima do infuso é de 2 xícaras.
Extrato fluido: de 20 a 60 gotas, 2 a 3 vezes ao dia.
Tintura: 40 a 50 gotas, 2 horas antes de dormir, ou 20 gotas 3 vezes ao dia.

Contra indicação: Gestantes, pois estimula contrações uterinas.

Efeitos colaterais: não deve ser tomada em grandes doses e por períodos muito longos. Melhor não utilizar a planta fresca porque possui componentes tóxicos.
 
Calêndula (flor)
 
Indicação: facilita a menstruação, anti-inflamatório e anti-alérgica, anti-tumoral, pode ser utilizada para miomas, regulariza a menstruação, grande poder cicatrizante, usada em feridas, regenera tecidos, utilizada contra fungos e bactérias.
Dose: Infuso - 5 a 10g em 100 ml de água fervente, durante 15 minutos, coar e tomar, a dose diária é de 2 a 3 xícaras.
Extrato fluido: de 14 a 24 gotas, 3 a 4 vezes ao dia.

Tintura: 20 gotas, 3 vezes ao dia.
Macerado: 10g em 100 ml de vinho branco, deixar durante 5 dias; filtrar e tomar 3 vezes ao dia.
Essência: de 2 a 4 gotas, 3 vezes ao dia.
Tintura oleosa: 20g em 100ml de óleo de oliva, aquecendo em “banho-maria” durante 2 horas, em fogo bem baixo. Filtrar e utilizar para massagens nas áreas doloridas.
Pomada: cicatrização de feridas.
Contra indicação: gestantes e lactantes.
* As flores podem ser usadas frescas ou secas, as folhas devem ser utilizadas frescas, pois quando secam perdem seus os princípios activos.

Lithotanium (Alga Marinha)
 
Indicação: Osteoporose, TPM, menopausa, deficiência capilar e unhas, acelera a recuperação de fraturas e no pós-operatório, gestação.
Dose: pó - 1,5 g ao dia, de 2 a 3 doses.
Contra indicação: deve ser evitado por doentes renais agudos e crônicos.
Efeitos colaterais: devido ao magnésio pode provocar certo efeito laxante, em algumas pessoas.
 
 
Se Gostou do que Leu, clique G+1

Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTOU COMENTE!
NÃO GOSTOU, COMENTE NA MESMA!