quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Sila Tarot: Recomeçar: E Agora??

Encontramo-nos no cruzamento das dádivas que são comuns e saboreamos o sentido da vida. A relação não é milagre é transpiração. Quem ama sente-se altruísta, leve, imbuído de missão e de sentido. Quem é amado pode sentir-se egoísta, responsável pelo amor que recebe, na verdade um pesado fardo que permanece.
 
As pessoas que amamos magoa-nos, e nada podemos fazer senão continuar a nossa jornada com o nosso coração magoado. Falta-nos esperança, mas alguém aparece para nos confortar.
 
O amor magoa-nos profundamente, e vamos recuperando muito lentamente dessa ferida tão dolorosa. Perdemos a nossa fé, e descobrimos que precisamos de acreditar, tanto quanto precisamos de respirar, é esta a nossa razão de existir.
 
Estamos sem rumo, mas alguém entra na nossa vida, e torna-se o nosso destino. No meio de centenas de pessoas, e a solidão aperta o nosso coração, pela falta de uma única pessoa.
 
A dor faz-nos chorar, faz-nos sofrer, faz-nos querer e parar de viver, até que algo toque o nosso coração, algo simples como a beleza de um pôr do sol, ou a magnitude de uma noite estrelada, a simplicidade de uma brisa batendo no rosto, é a força da natureza a chamar-nos para a vida.
 
Descobrimos que as pessoas que pareciam ser sinceras e receberam a nossa confiança, traem-nos sem qualquer piedade. Não podemos distinguir os bons dos maus, pois poucos nascem assim. É a vida que os torna melhores ou piores, pelas tristezas e felicidades que passaram e experiências vividas...
 
 
É como se a vida fosse formada por corações e cruzes, onde os corações representam os nossos momentos felizes, o carinho e amor que recebemos, e as cruzes são as nossas dores, decepções, sofrimentos, momentos maus pelos quais passamos.
 
Entende-se então, que alguns de nós vivemos pouquíssimas cruzes e muitos corações, o que fará com que essas pessoas tenham muito mais amor a transmitir, outras passaram pelo contrário e são predominantemente frias, insensíveis, buscam coisas materiais, acreditam que os fins justificam os meios, com essas é preciso ter cuidado, alguns podem mudar e melhorar, outros podem mudá-lo a si e trazê-lo para a realidade deles.
 
Assim ao conhecer alguém, preste atenção no caminho que essa pessoa percorreu. Não deixe de acreditar no amor, mas certifique-se que está a entregar o seu coração a alguém que dê valor aos mesmos sentimentos, que manifeste as suas ideias e planos e para saber se combinam. Esteja aberto a algumas alterações, mas jamais abra mão de tudo, pois se essa pessoa o deixar, então nada restará.
 
Aproveite ao máximo os seus momentos de felicidade, sendo que quando menos esperamos, iniciam-se períodos difíceis nas nossas vidas. Tenha sempre em mente que tentar salvar um relacionamento, manter um grande amor, pode ter um preço muito alto, se esse sentimento não for recíproco, pois em algum momento essa pessoa irá deixá-lo e o seu sofrimento será ainda mais intenso, do que teria sido no passado.
 
Pode ser difícil fazer algumas escolhas, mas muitas vezes isso é necessário. Existe uma diferença muito grande entre conhecer o caminho e percorrê-lo. Não procure querer conhecer o seu futuro antes da hora, nem exagere no seu sofrimento, esperar é dar uma chance à vida para que se coloque a pessoa certa no seu caminho.
 
A tristeza pode ser intensa, mas jamais será eterna. A felicidade pode demorar a chegar, mas o importante é que ela venha para ficar e não esteja apenas de passagem, tal como acontece com muitas pessoas que se cruzam no nosso caminho.

Se Gostou do que Leu, clique G+1

Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTOU COMENTE!
NÃO GOSTOU, COMENTE NA MESMA!