domingo, 12 de janeiro de 2014

Sila Tarot: Auto - Ajuda para Ultrapassar os Ciúmes!

Uma grande causa de conflitos e sofrimento, nos relacionamentos é os ciúmes, que regra geral, se tornam um motivo para as tragédias quotidianas, quando se torna obsessivo. Toma conta da mente de uma forma torturante e a pessoa torna-se um refém das suas próprias inseguranças.

Claro que os ciúmes fazem com que a pessoa que está a ser acusada e vigiado sofra, mas sofre muito mais quem o sente. E com certeza que quem o sente, não gosta também absolutamente nada deste sentimento.

Mas algo acontece e esse sentimento surge aparentemente do nada, e passa a controlar a pessoa de tal forma, que nenhum pensamento racional consegue acalmá-lo. Os ciúmes normalmente estão ligados a alguns sentimentos inconscientes que podem ser:

 1- Baixa Auto - Estima. Quando a pessoa tem pensamentos conscientes ou inconscientes, de que não é merecedora de amor. Normalmente foram pessoas muito criticadas durante a infância, que desenvolveram uma grande desconfiança sobre o seu próprio potencial e poder. 

 2- Controlo. Quando a pessoa tem a sensação de que precisa ter o controlo sobre tudo e todos à sua volta. Normalmente foram pessoas que tiveram na Infância ao seu lado, figuras de autoridade que se colocavam como vítimas e faziam a criança sentir-se culpada e responsável pelo bem estar emocional, de quem se fazia de vitima. Ou são pessoas muito mimadas que pensam ser donas do mundo, e que todos devem girar à sua volta, realizando os seus desejos e caprichos. Pessoas controladoras têm medo do futuro e normalmente não confiam na vida.

3- Espelhamento. Quando o ciumento por trair, ou por sentir vontade de trair, tem medo que o parceiro o realize. O ciumento está neste caso, a espelhar no outro o que na verdade tem dentro de si. O seu pensamento, seja consciente ou não, repete sempre: "Se não sou confiável, ninguém é!"

 4- Percepção e negação. Quando existe de facto uma postura falsa do companheiro, mas o ciumento não quer admitir que é traído e acaba por provocar desentendimentos, para que o outro negue a traição e minta dizendo ser fiel. O ciumento nesse caso ao provocar a discussão, não quer ouvir a verdade, mas sim, que o outro negue a traição. Assim o ciumento passará mais algum tempo com sua dor acalmada e enganando-se a si próprio e não terá que tomar nenhuma atitude para terminar a relação. 



 Em todos os casos existe o erro de visão. O ciumento estará a ver algo, que reflecte o seu interior perturbado, e não a verdade dos factos. É claro que quando estamos perturbados, tomamos atitudes conturbadas que geram efeitos desastrosos.

 Seja qual for o seu grau de ciúmes, deve tentar fazer uma introspeção, para decobrir as causas. No entanto muitas vezes, são causas que advém de forma inconsciente, e nestes casos deve procurar-se ajuda psicológica. Um ciumento nunca é feliz, ou fará alguém feliz e realizado na relação a dois.


Se Gostou do que Leu, clique G+1

Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTOU COMENTE!
NÃO GOSTOU, COMENTE NA MESMA!