sábado, 9 de agosto de 2014

Sila Tarot: Hipnoterapia de Vidas Passadas!


A hipnoterapia de vidas passadas é uma terapia de regressão analítica com projecções da mente para vidas anteriores e para momentos antes do nascimento. Pode parecer inacreditável ou completamente irreal para o leigo, porem acontece, e mais importante, pode ajudar a curar pessoas de uma forma rápida, eficaz e duradoura.

É muito frequente, em poucas sessões, tratar patologias do foro psicológico, em pacientes que sofreram durante muitos anos dessas doenças.

A terapia de vidas passadas é um nome dado a uma técnica hipnoterapêutica, que existe apenas com a finalidade de ajudar todo o ser humano, independentemente daquilo em que acredite, a melhorar a sua saúde física e mental e não para provar ou refutar, qualquer verdade, crença ou religião.

Também é verdade, que a maioria das pessoas que regrediram ás outras possíveis existências, parecem concordar, de que não se tratou de uma simples invenção, ou imaginação criativa das suas mentes.

È comum os pacientes mudarem as suas diretriz de vida, com apenas uma ou duas sessões de terapia de vidas passadas .



A oportunidade das pessoas se confrontarem com a essência dos seus próprios problemas e com o seu verdadeiro eu, é uma característica sem paralelos, desta terapia.

A hipnoterapia de vida passada, não se propõe provar ou reprovar a possibilidade da existência da reencarnação, tal como, não tem de concordar necessariamente com nenhuma doutrina ou religião. Deixamos os parapsicólogos, preocuparem-se em comprovar a veracidade dessas supostas memórias e para os religiosos, a apresentação da teoria da reencarnação como uma doutrina. 

Nesta terapia não é de todo importante, acreditar ou não na probabilidade da existência de vidas passadas, pois a terapia resulta da mesma forma para os que são mais cépticos.

O hipnoterapeuta serve-se da projecção da mente dos pacientes a vidas passadas, que pode ocorrer de uma forma espontânea ou não, durante a sessão hipnótica como uma técnica pratica, das mais eficientes, que visa apenas a cura psicológica.

É tarefa do terapeuta ser completamente imparcial, fazer a abstracção da sua personalidade, ideologia, crença e só a sua forca neutra deverá intervir. Deve também, respeitar a livre vontade de escolha dos pacientes e ajuda-los a encontrar o alivio e a compreensão dos sintomas e comportamentos que os incomodam, sobre os quais não tem controle.

Se Gostou do que Leu, clique G+1 ( = Gosto)

Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTOU COMENTE!
NÃO GOSTOU, COMENTE NA MESMA!