quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Sila Tarot: Os 7 Chakras Principais!


Os Chakras são órgãos energéticos que absorvem a energia, transformando-a e redistribuindo-a entre os corpos. Através deles, também, são eliminadas as toxinas energéticas de todo o sistema.

O chakra pode ser considerado, também, como uma "glândula energética" que está relacionada com aspectos da aprendizagem da alma, que tem atuação sobre determinadas partes, órgãos e glândulas do corpo físico.

Nos chakras é onde estão registrados todas as lembranças, traumas, bloqueios e padrões mentais e emocionais condicionantes do passado. São as "glândulas dos sentimentos e dos pensamentos" e representam a personalidade, a maneira de ser e de se expressar no mundo.

O que é chamado de doença no corpo físico é, apenas, um sintoma de uma disfunção no nível dos chakras e dos corpos energéticos. Quando o corpo físico adoece, a disfunção energética já existe muitos meses ou anos antes. A causa da doença não está no corpo físico, mas nos chakras, onde estão os padrões mentais e emocionais, ou seja, a maneira como nós vemos e reagimos às outras pessoas e aos eventos da vida.

1- Muladhara – Chakra Básico ou Genésico - Situa-se na base da coluna vertebral, entre os genitais e o ânus (cóccix), abaixo do órgão sexual. Está ligado às glândulas supra-renais que têm como função estimular a conversão de proteínas e de gorduras em glicose, ao mesmo tempo que diminuem a captação de glicose pelas células, aumentando, assim, a utilização de gorduras, consistindo na síntese e libertação de hormonas como corticosteroides e catecolaminas, como o cortisol e a adrenalina. Está relacionado com a vontade de sobreviver, a relação com o próprio corpo e com a terra. Rege as pernas, os pés, os ossos e o intestino grosso. As energias ligadas à segurança física, mental e emocional entram por este chakra.

É o principal modelador dos estímulos da vida orgânica e espiritual do homem. Segundo os clarividentes, este chakra - o mais primário de todos - compõe-se de quatro raios de cor predominantemente vermelha. Chakra vital por execelência se ativado (isto é, energizado) acentua-se essa cor, que se torna cada vez mais viva. Neste chakra tem uma energia chamada "Fogo Serpentino" ou "Kundalini", devido à forma de serpente que toma ao subir ao longo do corpo para vitalizar outros chakras.

2- Manipura – Chakra Sacro ou Esplénico - Localiza-se na raiz dos órgãos genitais, 4 dedos abaixo do umbigo. Está ligado às glândulas sexuais. Os ovários, glândulas sexuais femininas, produzem diversas hormonas, incluindo a progesterona e os estrógenos, responsáveis pela ovulação, menstruação e desenvolvimento do corpo feminino. As glândulas sexuais masculinas são os testículos. Os testículos são glândulas mistas, pois produzem ao mesmo tempo espermatozóides (secreção externa) e testosterona (secreção interna). No seu interior existem vários túbulos seminiferos constituídos por células de Leydig que produzem a testosterona. A sua energia está relacionada com o prazer físico, sexual, alegria e a criatividade, as energias primárias como a paixão fluem através deste chakra. Este chakra rege o sistema reprodutor, sistema circulatório e urinário.

Regula a entrada do prâna no duplo etérico do homem. Localizado sobre o baço, a vitalidade que distribui é superior à do básico, quanto ao nível de frequência. É o Chakra da vida vegetativa, tem colorido variável.


3- Svasdisthana – Chakra do Plexo Solar ou Umbilical - Situa-se na região lombar, acima do umbigo. Correspondente ao plexo solar e está ligado ao pâncreas. O pâncreas endócrino é composto por aglomerações de células especiais. O “cansaço” crónico destas células leva ao surgimento dos diabetes. Existem quatro tipos de células que são relativamente difíceis de distinguir, sendo apenas possível com recurso a técnicas de coloração das respectivas células, sendo classificadas de acordo com suas secreções: a) células beta, segregam insulina e amilina e reduzem a taxa de açúcar no sangue, constituem 50% a 80% das tecidos do pancreas, b) células alfa, segregam glucagon (a palavra glucagon deriva de gluco, glucose ou glicose e agon, agonia) e aumentam a taxa de açúcar no sangue constituindo 15 % a 20% das tecidos do pâncreas, c) células delta, segregam somatostatina e inibem o pâncreas endócrino constituindo 3% a 10% dos tecidos do pâncreas, d) células PP, segregam polipeptídeo pancreático e inibe o pâncreas exócrino constituindo 1% dos tecidos do pâncreas. A função deste Chakra é a vontade e o poder. É o centro que reúne informações, sentimentos e percepções, espalha-os e movimenta-os por todo o corpo. Por este chakra fluem as energias emocionais. Este chakra rege o sistema digestivo, fígado, baço, estômago e intestino delgado.

Confere ao homem a sensibilidade (intuições e percepções). Situado sobre o umbigo, tem dez raios, também chamados de"pétalas". De coloração que vai do avermelhado ao esverdeado, está ligado à fisiologia da alma, ao campo das emoções e sentimentos primários, e também ao sistema nervoso - razão porque as emoções violentas paralisam a digestão e repercutem sobre o fígado.

4- Anahata – Chakra Cardíaco – Localizado na região do tórax entre a 4ºV e a 5ºV (vértebras). Está associado com a glândula timo (responsável pelo funcionamento do sistema imunitário). É o Chakra do centro do coração. Energias de abundâncias e todas as energias recebidas através do 1º e 2º chacras são utilizadas neste centro em energia de amor. Este chakra rege o pulmão, coração, braços e mãos.

Responsável pelo equilíbrio e intercâmbio das emoções (sentimentos). Localizado sobre o coração, este é de um dourado brilhante e se divide em doze partes ou raios. Está ligado às emoções superiores, afetos e sentimentos. Nele residem, por exemplo, a bondade, a afeição, a piedade e também o ódio. Em suma, as emoções sob a vontade.

5- Visuddha – Chakra Laríngeo - Situa-se na garganta, em frente à cartilagem tireóide, está ligado às glândulas tiróide e paratiróide, produzem paratormona (PTH), a hormona principal da regulação da concentração de cálcio no sangue. Em casos raros as glândulas paratiróides estão localizados dentro da glândula tiróide. Frequentemente existem quatro glândulas paratiróides, mas algumas pessoas tem seis ou até mesmo oito. Esta glândulas regulam o metabolismo do corpo, e produz a calcitonina, que ajuda a reduzir o cálcio no sangue.

É por onde flui a inspiração, criatividade, comunicação e a expressão com o mundo. Este chakra rege o pescoço e os ombros. Auxilia o Homem no desenvolvimento da audição de sons provenientes do plano astral. Este chakra tem faixas de frequência energéticas distribuídas pelos dezasseis raios que o compõem.

6- Ajná – Chakra FrontalLocalizado na fronte, entre as sobrancelhas, em cima da raiz do nariz. Está ligado à glândula pituitária, hipófise, situada numa cavidade óssea localizada na base do cérebro que se liga ao hipotálamo através do pedículo hipofisário. A hipófise é uma glândula que produz numerosas e importantes hormonas, por isso antigamente era reconhecida como glândula-mestre do sistema nervoso. Hoje sabe-se, que grande parte das funções dessa glândula são reguladas pelo hipotálamo que liga o sistema nervoso ao sistema endócrino, sintetizando e segregando neuro-hormonas necessárias no controlo da secreção das restantes glândulas nomeadamente da hipófise que também produz endorfina, hormona que causa sensação de bem-estar. A Hipófise é a porta do discernimento, da intuição, da imaginação, do conhecimento e da percepção que rege os olhos e a memória.

Compõe-se em 48 raios, dividido em duas porções. É o chakra da intuição e da criatividade, por excelência.

7- Sasharara – Chakra Coronário - Situa-se no alto da cabeça, como uma coroa está ligado à glândula pineal que é considerada como uma antena biológica do Homem. A glândula pineal poderá ter na sua constituição cristais que vibram conforme as ondas eletromagnéticas captadas, o que explicaria a regulação do ciclo menstrual conforme as fases da lua, ou a orientação de uma andorinha nas suas migrações. É esta glândula que nos poderá dar a capacidade de descodificar e compreender as razões e motivos da existência de fenómenos paranormais, entre eles a clarividência, a telepatia e a mediunidade. Pode ser o portal da espiritualidade, por onde nos ligamos ao nosso inconsciente, ao nosso Eu Superior e ao Universo. Apenas se Sabe que a Glândula de Pineal é responsável pela produção da melatonina, substância reguladora do sono e que rege toda a actividade cerebral.

É o maior e o mais importante dos centros. Ele afeta toda a função do cérebro, mas está relacionado com a glândula pineal. Por causa da sua ligação com os outros chacras, qualquer perturbação no centro coronário se reflete na maioria dos centros. O "Lotus de mil Pétalas" da terminologia oriental está no alto da cabeça, com cores dos mais diversos matizes e atividade intensíssima.


Se Gostou do que Leu, clique G+1 ( = Gosto)

Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTOU COMENTE!
NÃO GOSTOU, COMENTE NA MESMA!