sábado, 9 de abril de 2016

Sila Tarot: Ler o Tarot é um Dom e por Isso Não Se Deve Cobrar?

Hoje quero esclarecer um ponto fundamental acerca do Tarot/Cartomância ou qualquer outro tipo de Mediunidade: Deve cobrar-se pelas leituras/ajudas dadas? Bem, no meu ponto de vista e falando como alguém que já actuou dos dois modos (cobrar e não cobrar), a minha resposta só pode ser uma: Sim.

Pela minha experiência, o facto interessante que observei enquanto facultava leituras de Tarot quase gratuitas ( ou dar o que puder) é que a maioria das pessoas não só abusam, como não valorizam o trabalho de quem se oferece para as ajudar, sem pedir nada em troca. Isto porque a maior parte delas não tem na verdade um motivo pelo qual devam consultar o oráculo ou solicitar ajuda, mas são sim impulsionadas pela curiosidade.

Inevitavelmente, isto esgota quem se dá ao trabalho de tentar ajudar, pois estamos a ajudar quem de facto não necessita de ajuda, e o Tarot - como sabem - não são só pedaços de cartão. Envolvem energias, energias essas que também se esgotam se não soubermos utilizá-las. Eu mesma cheguei a ter desgastes energéticos por causa disso.

Quando alguém lê o Tarot para alguém, gasta a sua energia, o seu tempo, e muitas vezes a sua paciência a tentar ajudar o outro. Isto com certeza merece já uma contribuição.

Ouço muitas vezes dizer que "não se deve usar um dom dado gratuitamente por Deus, para fazer dinheiro com isso". Revolta-me um pouco este pensamento, porque um Tarólogo tem tanto um dom, quanto um professor ou um médico. Também precisa de viver. Também merece ser ajudado. Não é apenas um ser especial caído do céu. Um professor tem o dom de ensinar - e recebe dinheiro por isso - um médico tem o dom de curar - e recebe dinheiro por isso - mas um Tarólogo tem o dom de ler Tarot e não pode cobrar por isso? Um trabalho honesto e profissional, deve ser sempre remunerado. 

Não faz sentido. Se eu desse as consultas como antes fazia, de um modo quase gratuito, estaria neste momento desempregada e não teria vida própria, isto porque seriam mais as pessoas a consultar, ocupando-me todo o tempo e desgastando as minhas energias. Abrir excepções, criaria injustiças, entre a quem cobraria e a quem não cobraria, por isso não o farei. Um trabalho profissional e honesto, deve ser sempre recompensado. O universo só entra em equilíbrio quando há uma troca. Serão 2 consultas, pois recorro ao Tarot e também á Cartomância, para que lhe possa dar mais respostas e obter assim uma consulta mais completa e profunda.


Não quero com isto dizer que concordo que se levem 100 euros (como já vi) por uma consulta de Tarot. Acho isso absurdo. Mas um valor razoável e acessível a quase todos, e serve bem como forma de agradecimento a quem dá um pouco do seu tempo a ajudar-nos, assim como separar a curiosidade, de quem precisa realmente de ajuda e orientação.

Uma coisa é certa, energeticamente falando, a minha vida melhorou consideravelmente quando comecei a cobrar, pois já não ando sempre cansada, consumida por energias negativas ou sem vontade para nada. Sinto-me recompensada e valorizada pelo serviço e ajuda que presto. Não vou ficar rica ( não quero ser, nunca o fui, nunca o serei), mas pelo menos preservo a minha sanidade mental e a minha vida própria. Viver para os outros é muito bonito e apaixonante, mas não funciona, como eu desejava que funcionasse.

MARQUE AQUI A SUA CONSULTA: http://www.silatarot.pt/p/contactos.html

Se Gostou do que Leu, clique G+1 (= Gosto)

Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTOU COMENTE!
NÃO GOSTOU, COMENTE NA MESMA!