domingo, 26 de junho de 2016

Sila Tarot: Como Conquistar uma Boa Auto-Estima?


Em pleno século 21, com toda a modernização, globalização e evolução da sociedade ainda há quem aguarde a aprovação dos outros para agir. Essas pessoas não se consciencializaram, ainda, do mal que se causam a próprias. Mal sabem que com isso perdem a sua autenticidade, liberdade, conforto e principalmente, a personalidade, ou seja a própria identidade.

A necessidade de agradar terceiros, sem se satisfazer primeiro, é extremamente prejudicial à evolução mental, espiritual e até física. As pessoas que agem dessa forma não se amam, e gostar de si próprio é  um antídoto poderoso, contra a influências de pessoas indesejáveis. Infelizmente, quem tem uma baixa auto-estima, deixa-se influenciar por outras pessoas e muitas vezes, muda o curso da sua vida por causa delas. A consequência é uma vida infeliz, justamente porque vão contra os seus próprios desejos e planos.

Respeitar para ser respeitado. A expressão é bastante conhecida e é válida á letra, no âmbito da educação social, nas relações de trabalho, familiar e afectivas, entre outras. Porém, só consegue respeitar o próximo, aquele que se consegue respeitar a si mesmo. E só consegue respeitar-se a si próprio, aquele que se ama. Para quem não sabe, a auto-estima é a opinião e o sentimento, que cada pessoa tem por si própria. É ser capaz de respeitar, confiar e gostar de si. Quem não se ama, não se respeita, não tem limites e assim sucessivamente. A vida dessas pessoas tende a não ser das melhores, principalmente porque geralmente, são negativas e pessimistas. Os limites, são a prova madura e adulta do amor-próprio e colocar limites ás outras pessoas não é ser agressivo ou mal-educado, mas respeitar-se a si mesmo em primeiro lugar.



O respeito por si, é saber o que deseja, quais são os próprios limites e até onde se pode ir com as solicitações de terceiros. Não é ser egoísta (pensar somente em si), mas sim, não se prejudicar por causa de ninguém.

Normalmente tem como consequência a busca pela aprovação alheia, sem perceber que jamais conseguirá a aprovação de todos. Deve sim, aceitar-se e procurar a sua própria aprovação. Enquanto não descobre quais as causas reais da sua falta de auto-confiança, respeito e amor-próprio, acaba por viver a vida em busca da aprovação alheia. Faz de tudo para se sentir querida, amada, quando na verdade o que precisa é de se amar a si própria.

Além disso, quem vive assim, torna-se cansativa  com o tempo, para quem convive com ela. Este processo psicológico, pode ter origem na Infância, a nível inconsciente. As crianças que foram respeitadas, aprenderam a respeitar-se, sabem dos próprios limites e sabem dizer não, quando é necessário. As pessoas com baixa auto-estima, costumam ter uma vida sofrida, infeliz e contrária aos seus desejos. Por isso, muitas vezes, é necessário algum tratamento psicológico para se conhecerem melhor e aprenderem a respeitar-se a si próprias.


COMO MARCAR CONSULTA: http://www.silatarot.pt/p/contactos.html


Se Gostou do que Leu, clique G+1 (= Gosto)

Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTOU COMENTE!
NÃO GOSTOU, COMENTE NA MESMA!