domingo, 11 de setembro de 2016

Sila Tarot: Os Dez Segredos do Amor Abundante!


Quando chegar ao fim da sua vida, a única coisa que contará realmente é o amor que compartilhou. Na sua viagem para o outro mundo, apenas levará consigo o amor, e da mesma forma, apenas o que deixará para trás será também o amor.


Por isso o amor é o maior presente da vida, confere-lhe sentido e fá-la merecedora de ser vivida. O amor não é algo que "acontece", é a forma universal que todos temos dentro de nós.

Para amar verdadeiramente deve compreender a outra pessoa, tem de a conhecer e respeitar. É preciso que o seu bem-estar a preocupe verdadeiramente.

Para amar uma pessoa realmente, deve vê-la por dentro (a sua natureza, espírito e a sua alma). Há coisas que não podem ser contempladas com os olhos. No amor, o essencial apenas se vê com o coração. Todos temos o poder de amar e ser amados(as) e a capacidade de criar relacionamentos amorosos na nossa vida. Por isso é tão triste que as pessoas decidam viver sem estar conscientes do seu amor.

O amor está disponível para todos nós, apenas devemos estar conscientes dele, para o podermos eleger. Na vida consegue-se o que se é, assim como é-se o que se consegue. As relações contribuem com amor se nós as alimentamos, com o nosso próprio amor. Quando somos carinhosos, uma relação carinhosa surge inevitavelmente.

Se deseja amor, deve investigar e aceitar os seus medos e estar disposto a não deixar passar as oportunidades que surgem, mesmo que aparentemente não sejam o ideal. Há que sentir com o coração, ver com a alma.


Os Dez segredos do Amor Abundante

O PRIMEIRO SEGREDO: O PODER DO PENSAMENTO

O amor começa com o pensamento. Convertemos-nos naquilo que pensamos. Os pensamentos amorosos criam experiências e relações amorosas. As afirmações podem mudar as nossas crenças e pensamentos sobre nós próprios e sobre os outros. Se quer amar alguém, tem de ter em conta as suas necessidades e desejos. Pensar sobre o seu par ideal, ajudará a reconhecê-lo quando ele entrar na sua vida.

O SEGUNDO SEGREDO: O PODER DO RESPEITO

Não se pode amar nada, nem ninguém sem que antes exista o respeite. A primeira pessoa que merece seu respeito é você própria. Para recuperar o respeito por si mesma, Faça-se a pergunta: O que respeito em mim ? Para respeitar os outros, inclusive as pessoas que a desagradam, pergunte-se: O que eu respeito nos outros?

O TERCEIRO SEGREDO: O PODER DA ENTREGA

Se deseja receber amor, tudo o que tem de fazer é dá-lo! Quanto mais amor entregar, mais receberá. Amar é entregar-se sem condições e voluntariamente. Pratique ao acaso atitudes de bondade. Antes de se comprometer numa relação, não se pergunte sobre o que a outra pessoa lhe pode dar, mas sim, o que pode dar á outra pessoa. A fórmula secreta de uma relação amorosa feliz e para toda a vida, é concentrar-se sempre no que pode dar, em vez do que pode tirar..

QUARTO SEGREDO: O PODER DA AMIZADE

Para encontrar um amor verdadeiro, primeiro deve encontrar um amigo ou uma amiga verdadeira. O amor não consiste em olhar nos olhos do outro, mas sim em olharem juntos na mesma direção. Para amar alguém verdadeiramente deve amá-lo pelo que é, e não pelo seu aspecto físico. A amizade é a terra onde a semente do amor cresce. Se deseja introduzir o amor numa relação, primeiro deve acrescentar-lhe a amizade.

O QUINTO SEGREDO: O PODER DO CONTACTO FÍSICO

O contacto físico modifica uma das expressões mais poderosas do amor que existe, destrói barreiras e cria vínculos entre as pessoas. O contato físico altera o nosso estado físico e emocional e torna-nos mais receptivos ao amor. O contacto físico ajuda-nos a curar o corpo e enternecer o coração. Quando abre os seus braços, está a abrir o seu coração.


O SEXTO SEGREDO: O PODER DO DESPRENDIMENTO

Se ama alguém deixe-o livre. Se voltar é seu; se não o fizer, nunca foi. Quando se está dentro de uma relação amorosa, as pessoas necessitam de ter o seu próprio espaço. Se queremos aprender a amar, primeiro devemos aprender a perdoar e a deixar que as nossas feridas e doenças do passado, se vão embora, para que não interfiram com o presente. Amar significa desprendermos-nos dos nossos medos, prejuízos, ego e condicionamentos. Pense nisto: Hoje deixo para trás todos os meus medos, o passado já não tem poder sobre mim; hoje é o começo de uma nova vida.

O SÉTIMO SEGREDO: O PODER DA COMUNICAÇÃO

Quando aprendemos a comunicar abertamente e com sinceridade, a vida muda. Amar uma pessoa é estabelecer comunicação com ela. Faz com que a pessoa a quem ama saiba que a ama e aprecia. Nunca tenha medo de pronunciar as palavras mágicas: Quero-te; Gosto de ti; Amo-te; Desejo-te. Não perca a oportunidade de elogiar. Despeça-se sempre com palavras carinhosas: pode ser que seja a última vez que a vê. Se estivesse a ponto de morrer e pudesse telefonar às pessoas de quem gosta, a quem ligaria ? O que lhes diria ?... O que está á espera para o fazer?

 O OITAVO SEGREDO: O PODER DO COMPROMISSO

Se deseja amor em abundância, deve estabelecer o compromisso de o conseguir, um compromisso que se refletirá nas suas ações e nos seus pensamentos. O compromisso é a verdadeira prova de que o amor está presente. Se quer ter uma relação com amor, deve comprometer-se a criar a relação que quer. Quando estamos realmente comprometidos com algo ou com alguém, abandonar nunca é a opção. O compromisso distingue uma relação frágil, de outra sólida.

O NONO SEGREDO: O PODER DA PAIXÃO

A paixão acende o amor e vai mantê-lo vivo. Uma paixão duradoura não procede exclusivamente a atração física, que nasce graças a um profundo compromisso, entusiasmo, interesse e fascinação pela outra pessoa. A paixão pode ser reavivada recriando experiências passadas, onde houve paixão. A espontaneidade e as surpresas criam paixão. O amor e a felicidade compartilham a mesma essência; tudo o que precisamos de fazer, é viver cada dia com paixão.

O DÉCIMO SEGREDO: O PODER DA CONFIANÇA

A confiança é essencial para estabelecer uma relação com amor. Se um membro do casal fica cego pela suspeita, a ansiedade e o temor, o outro irá sentir-se atrapalhado e emocionalmente sufocado. não se pode amar outra pessoa plenamente, a menos que confie nela. Aja como se a relação que mantém com essa pessoa, nunca fosse acabar. Um modo de saber se a pessoa é adequada para si é perguntando-se: Confio nele(a) plenamente e sem reservas ? Se a resposta for negativa, pense com cuidado antes de se comprometer mais.

MARQUE AQUI A SUA CONSULTA: http://www.silatarot.pt/p/contactos.html

Se Gostou do que Leu, clique G+1 ( = Gosto)

Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTOU COMENTE!
NÃO GOSTOU, COMENTE NA MESMA!