domingo, 9 de outubro de 2016

Sila Tarot: Tenho Mediunidade?


Diferença entre Mediunidade e faculdades psíquicas

Mediunidade refere-se á capacidade dos Espíritos usarem o corpo para se comunicarem com os vivos ou manifestarem-se com sons ou acontecimentos físicos.

As formas em que a mediunidade se pode expressar, vão desde a escrita automática, a incorporação temporária de espíritos para se comunicarem, materialização de espíritos, que tanto podem fazer sons ou colocar objectos em movimento. Igualmente poderão possuir Dons como os de cura, profetizar, entre muitos outras faculdades.

Em contraste, as faculdades psíquicas podem ser a 3ª Visão, a telequinesia que é a capacidade de mover objectos, a telepatia mesmo que seja só a transmissão involuntária de sensações que frequentemente fazem com que as pessoas olhem para trás ou para outras sem razão aparente.

Ter a capacidade de realizar viagens astrais, manifestar bioenergia espontaneamente (que é praticamente idêntica ao que se realiza após a iniciação em Reiki), comunicar com a sua intuição, sentir a energia dos objectos e do ambiente envolvente, etc. Qualquer pessoa receptiva, pode desenvolver as suas múltiplas faculdades psíquicas.

Concluindo:
  • A "mediunidade" apresenta-se em fenómenos espirituais, externos à pessoa;
  • As "faculdades psíquicas" são próprias, são interiores, fazem parte de nós.

Introdução

Longe estava eu de saber que todos podemos ser (ou já somos) médiuns quando um Sr. Padre Carismático, ele médium desenvolvido, afirmou convictamente que o era, e de incorporação, mas não autorizado. Foi bom saber isso, embora olhando hoje para trás no tempo, era bom que assim se tivesse mantido - é chato ter inquilinos, felizmente, nunca tomaram o controle pois nunca o autorizei (possessão). E para que fique citado, apanhei-os em grandes superfícies de consumo (hipermercados - centros comerciais), e por cá andaram uns dias, (dias bastantes desconfortáveis, posso dizer), depois foram à "vida".

Esta minha experiência é importante para descrever que todos temos Dons que à partida estão desactivados, mas com a evolução espiritual de todos os seres humanos em todo o planeta, estamos a ser chamados a cumprir as missões nas nossas vidas.

Afinal o que é ser médium?

VER MAIS:

No Antigo testamento eram descritos como Videntes, Profetizas e Profetas.

Com a conclusão do trabalho na Terra de Jesus Cristo, sendo ele a Via, todas as pessoas passaram a estar dotadas pelos seus espíritos, da possibilidade de se elevarem e ascenderem á condição de Vidente/Profeta/Médium, tendo sido a primeira manifestação na Terra, a festa de Pentecostes em que o Espírito Santo desceu sobre os Apóstolos e despertou-lhes os inúmeros Dons como falar e interpretar línguas e ciências desconhecidas, ver o invisível, o poder de curar, prever o futuro, ver o passado, interpretar visões e ademais Carismas (Dons).


Podemos passar meia vida ou uma vida inteira sem que os nossos Carismas se manifestem, mesmo que estejam activos. Podemos ter um ou mais dons que podem só se manifestar a partir de um determinado momento, ou então estarem activos como é muito comum, na infância, e depois desligam-se porque não são exercitados.

Os Carismas são de Deus e quando nos são “activados” são para cumprirmos missões ao serviço do mundo. Podem ser “desligados” quando são mal empregues, o que consiste na violações de Leis espirituais, como o de querer fazer fortuna (materialismo) á custa de uma faculdade espiritualmente elevada. Os Dons são nos dados através do Espírito, a ligação ao Eu Superior, que é a centelha de Deus que habita em nós. Também há pessoas sendo médiuns de incorporação, são dominadas ou tentadas, para se aliarem a espíritos errantes ou forças negativas, que se servem do seu corpo tridimensional para incorporarem e se manifestarem nesta dimensão mais baixa e densa.

Se recorreu ou pensa recorrer a um médium, reflicta primeiro em duas grandes questões:

1ª)  Essa pessoa terá efectivamente mediunidade ou será um charlatão?

2ª) Tendo Mediunidade, usa-a para desencaminhar e destruir vidas, prometendo a solução fácil e garantida para todos os problemas e não tendo em conta o livre arbítrio das pessoas ou a sua vida pauta-se pela humildade, pela submissão a Deus e apresenta-se como um instrumento de Deus, que lhe vai mostrar uma alternativa e o vai convidar a encetar um caminho, em vez de percorrer o seu próprio caminho. Todos nós temos que percorrer o nosso próprio caminho e temos que aprender por nós mesmos as lições que a vida nos proporciona. Nenhum homem ou mulher, pode evitar que a grande Lei, a seu tempo, nos leve a trilhar a senda.

Todo o Espírito individual se manifesta

Chama-se "intuição" ao que nos diz que algo está mal, que podemos confiar, ou que escolhas devemos fazer, isso são manifestações em que o nosso espírito individual está a comunicar connosco.

Pessoas muito evoluídas podem chegar ao ponto de falarem com o seu próprio espírito mentalmente. Muitas julgarão que estão doidas, pois estão a falar sozinhas mas são palavras que surgem na mente de forma intuitiva e que deixaram de provir da nossa vontade.

Também podem ser entidades que se comunicam connosco.

De seguida apresenta-se alguma informação mais detalhada e o significado dos termos mais comuns.

Eis alguns exemplos de faculdades psíquicas e mediunicas:

* Premonição - (ver o futuro, mesmo em sonhos);

* 3ª Visão - ver campos e formas energéticos, a aura;

* Telepatia - captar e emitir pensamentos;

* Desdobramento ou viagem astral - saída consciente do corpo;

* Levitação - deslocação do corpo sem apoio no chão;

* Incorporação de Espirítos - disponibilização consciente ou inconsciente do corpo para que se manifestem momentaneamente um ou mais espíritos;

* Psicografia ou escrita automática - permitir que um espírito use de forma mecânica, como se fosse seu, um braço do médium para escrever.

Algumas destas manifestações são positivas, outras são no negativas, porque permitem a canalização de entidades malévolas ou porque desgastam desnecessariamente o médium.

Em geral estas ocorrências sucedem no âmbito daquilo a que se chamou no século XIX de Espiritismo, a doutrina que advoga a comunicação com os espíritos desencarnados. Bastará por ora, dizer que o Espiritismo teve como aspecto positivo um contributo decisivo.

Apesar da Igreja Romana e ademais negarem a mediunidade ou classificarem-na como uma manifestação demoníaca, tal deve-se a estratagemas políticos, de forma a manter a ignorância das pessoas.

Podemos encontrar na Bíblia descrições dos Dons Mediunicos, quando S. Paulo enumera os diferentes dons transmitidos pelo Espírito Santo, aquele que dá a vida. São descritos sete, nove ou mais, dependendo de que partes das Escritura judaico-cristãs que estejamos a analisar.

S. Paulo: "os espíritos dos profetas fiquem sujeitos aos profetas", (...). os espíritos que se manifestam através dos profetas devem poder ser controlados pelos profetas e não o contrário".

Eis uma lista dos Dons/Carismas que mais se manifestam:

* Sabedoria; 
* conhecimento;
* fé;
* cura;
* milagres;
* profecia;
* discernimento de espíritos;
* falar em línguas;
* interpretação de línguas.



MARQUE AQUI A SUA CONSULTA: http://www.silatarot.pt/p/contactos.html

Se Gostou do que Leu, clique G+1 ( = Gosto)

Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTOU COMENTE!
NÃO GOSTOU, COMENTE NA MESMA!