sábado, 7 de janeiro de 2017

Sila Tarot: Campos Físicos, Emocionais e Mentais – Crie a Sua própria Realidade!


1 - CAMPOS FÍSICOS

O seu corpo físico é feito de energia consciente, que sabe como fabricar as células do corpo físico; esta energia consciente possui um campo que se estende até ao infinito, embora a sua intensidade se restrinja ao limite do campo da onda estacionária que o contém. Assim, apesar do nível energético ser muito forte dentro da área delimitada pelo invólucro físico, o campo pessoal estende-se muito para além do invólucro definido pela pele.

Este campo estendido é simultaneamente, um transmissor e um receptor, através do qual pode identificar um perigo potencial que esteja por perto, antes que ocorra. Aquilo que designamos por «instinto» ou «intuição», na realidade, é o seu campo estendido que detecta outro campo, quer se trate de um tigre com fome ou de um camião descontrolado. Da mesma forma, transmite sinais energéticos através do seu campo estendido, que os outros também recebem. Algumas pessoas são transmissores mais poderosos e receptores mais sensíveis do que outras, mas a verdade é que todos os humanos funcionam desta forma, sem excepção.

2 - CAMPOS EMOCIONAIS

O «eu-espírito» manifesta-se em três campos: o físico, o emocional e o mental.

O campo emocional é composto por um tipo de energia que não penetra a barreira física, mas interage com o campo físico uma vez que é no corpo físico que as emoções são sentidas. Assim, AS EMOÇÕES AFECTAM DIRECTAMENTE O ESTADO DO CORPO FÍSICO, para o bem ou para o mal. No entanto, o corpo emocional é um campo completamente separado, com um invólucro maior – digamos entre 60 a 180 cm para além do perímetro do corpo físico – embora, em algumas pessoas, possa ser bastante maior. Trata-se de um campo percorrido por energias de frequências específicas, algumas das quais são geradas por si; outras, capta-las usando os campos como se fossem antenas. E é assim que se relacionas com uma certa emoção. Por conseguinte, é fundamental saber que energias gera e quais as que capta do exterior. É ainda fundamental saber que tem controlo sobre ambas.

Suponhamos que de repente, fica furioso(a). De onde surgiu essa fúria? É evidente que algo dentro de si a gerou. Estes são apenas alguns exemplos de causas;

• A expectativa de que outra pessoa iria comportar-se de determinada maneira e não o fez; 
• Preparava-se para fazer algo e as «coisas» deram para o torto;
• Esperava que determinada experiência acontecesse de acordo com um padrão pré-definido e aconteceu de modo diferente, etc.


O “falhanço” dos seus planos faz com que se sinta inútil e a energia do entusiasmo, que anteriormente o preenchia, dissolve-se no campo emocional. Ao sentimento que daí resulta, dá-se o nome de fúria. Porém, a fúria pode surgir aparentemente, do nada; nesse caso, pode estar a captá-la de outra pessoa que está dentro dos seus campo. Como essa fúria não é sua, podes livrar-se dela muito facilmente fazendo girar o seu campo emocional como se fosse uma centrifugadora, enquanto declara que deseja devolver essa energia ao Universo. Experimente e sinta como essa energia sai de si.

Descarregar as próprias fúrias interiores é igualmente fácil: deve começar por compreender que se trata simplesmente, de energia que adora estar em movimento, que se aborrece quando está parada. Compreenda também, que essa energia não é sua; simplesmente tomou-a por empréstimo, durante algum tempo. Então, faça rodopiar rapidamente os seus campos e declare-se a si próprio(a):

Esta fúria (medo, ciúmes, desconfiança, etc.) não é minha, nem eu sou dela.
Liberto-a e devolvo-a ao Universo.

A energia emocional não é boa, nem é má; simplesmente é. No entanto, talvez não queira livrar-se de outras frequências, como por exemplo, as do amor e do bem-estar. Se sente uma emoção como agradável, é porque está a ser captada de outra fonte: o ESPÍRITO.


3 - CAMPOS MENTAIS

O terceiro campo é a morada do intelecto, o qual opera numa banda de frequências ainda mais elevada que a do campo emocional.

Qualquer um dos seus pensamentos é constituído por energia organizada, e torna-se real em função da intensidade dessa energia. Os pensamentos são estruturas energéticas dentro do seu campo mental, e constituem o corpo mental. Também este corpo deriva de uma matriz oculta; a fonte das grandiosas ideias que “lhe ocorrem”.

Um pensamento é uma coisa real; a verdade porém, é que os cientistas ainda não foram capazes de proceder à sua medição, embora haja vários estudos que se aproximem bastante. Muitas experiências já detectaram variações na condutividade das folhas de uma planta, quando o investigador se aproxima dela com más intenções, empunhando uma tesoura de podar por exemplo.

Um pensamento é uma energia de alta frequência, organizada sob uma estrutura coerente. Transmite pensamentos a partir do campo mental, tal como quando opera a partir de outros campos. No entanto, só raras pessoas conseguem ler os pensamentos alheios, embora sejam capazes de captar as energias físicas e emocionais de quem as rodeia.

A clareza da estrutura e da forma de um pensamento, depende completamente da claridade da sua concepção. Uma estação de rádio que esteja a “tocar” um velho disco riscado, irá transmitir música “velha e riscada”. É muito importante que tenha noção disto, porque as formas de pensamento que transmite vão afectar directamente os campos de quem está perto de si. Assim, se tiver pensamentos claros mas repletos de medo, está a transmitir um sinal claríssimo de que espera que algo de mal lhe aconteça ... o que é alimentado pelo combustível proveniente das poderosas emoções que acompanham o processo. E dado que o Universo se adapta muito facilmente, não tardará a “gerar” o que pensou.

Afinal o que se passa, quando isto ocorre?

Quando transmite formas de pensamento de medo, para dentro dos campos de pessoas que o rodeiam altera de facto, a sua “disposição”. Quando captam os seus pensamentos de medo, essas pessoas começam (normalmente, sem se aperceberem) a vê-lo como uma “vítima” que espera que “aquilo” lhe aconteça. Assim e na realidade, o que está a fazer é a convidá-las para reforçar a sua própria mentalidade de “vítima”, o que poderão sentir-se compelidas a fazer.

Ao inverso, sabendo-se protegido(a) pela divindade, não captará a atenção de quem ande perto, à caça de “vítimas” do medo, para o reforçar, simplesmente porque não há ressonância entre si e esse “caçador”; será percebido sim, pelas pessoas que entram em ressonância com os seus campos repletos de pensamentos inspirados pela divindade. (pensamentos positivos, de luz)

É DESTA FORMA QUE CRIA A SUA REALIDADE. Tudo ocorre através da ressonância, que é imparcial face à energia “boa” ou “má”.

Tal como sucede com as cordas de uma guitarra quando trocam entre si, a energia das ondas estacionárias, as pessoas que captam o seu medo, amplificam-no devolvem-no à origem. Se levar o seu medo para dentro de um grupo, poderá “amplificar” o medo de todos os membros do grupo, a tal ponto, que muito rapidamente se verá obrigado a ter de enfrentar aquilo que lhe mete medo.

Felizmente, a energia emocional do amor e as formas de pensamento cheias de amor são transmitas e ressoam exactamente da mesma maneira, embora mais fortemente, dado que estão em harmonia com a natureza do Universo. Por isso, todas as coisas fluem muito mais facilmente quando possuem essa vibração. Injectando a energia do amor nos pensamentos, não só aumenta o seu poder de transmissão, como o Universo se torna cada vez mais maleável e sensível às suas formas de pensamento.

Uma das vantagens disto, é que a concretização desses pensamentos se torna cada vez mais rápida. Até aqui, devia sustentar uma crença durante anos até que ela se manifestasse na sua vida; hoje, porém - e cada vez mais - alguns dias são suficientes.

Felizmente, as crenças que são coerentes com a fluência da verdade universal, manifestam-se mais facilmente do que aquelas que a contrariam.


MARQUE AQUI A SUA CONSULTA: http://www.silatarot.pt/p/contactos.html

Se Gostou do que Leu, clique G+1 (= Gosto)

Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTOU COMENTE!
NÃO GOSTOU, COMENTE NA MESMA!