sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Sila Tarot: Os Deuses que Regem os Signos!



Cada signo do Zodíaco, tem os seus traços únicos, os seus planetas e os elementos regentes, possuem inclusive, deuses regentes, que influenciam directamente as suas características, peculiaridades e formas de agir. Veja, a seguir, qual o Deus regente do seu signo!


Carneiro/Áries – Os Arianos são conhecidos pela sua intolerância e impulsividade, mas também pelo excesso de agressividade que muitas vezes colocam-no em situações difíceis e muita saia justa. A responsabilidade desse temperamento explosivo e em alguns casos, constrangedor, está nas mãos de um Deus conhecido como Ares, o Deus da guerra. Ares é um Deus grego que, segundo a mitologia, gosta mesmo é de ver sangue em seu entorno, ele primeiro atira e só depois quer saber o que aconteceu.

Touro - Taurinos são conhecidos pelo seu bom gosto e apreço pelo luxo. Possessivos e apegados a tudo e todos que amam, taurinos e taurinas não negam sua ligação com a deusa Afrodite, a deusa do amor, das finanças e do luxo. Considerada como uma das deusas mais poderosas do Olimpo, ela abriga em si a paixão, a luxúria e o amor.

Gémeos - Geminianos são conhecidos pela sua necessidade de movimento e curiosidade natural. Filhos do Deus Hermes, da comunicação e da mediação, não conseguem ficar parados e gostam mesmo de fazer varias coisas ao mesmo tempo. Ele era considerado um dos deuses mais espertos do Olimpo. Carrega em si a dualidade e brinca constantemente com ela, confundindo os mais pobres e menos inteligentes dos mortais. Com a fama de embusteiro e grande prestidigitador, esse filho de Zeus, outro Deus de grande poder do Olimpo, herdou de seu pai a capacidade de enganar, de mentir. E quando se vê em apuros, não pensa duas vezes.

Caranguejo/Câncer - As pessoas de Câncer possuem uma capacidade quase sobrenatural de nutrição e protecção. Deméter, a deusa das grandes colheitas e da agricultura, era ela que nutria a terra e fazia crescer uma vegetação verdejante e suficiente para alimentar a todos. Era também considerada a protectora dos casamentos e da Lei Sagrada. Filha de Cronos, o Deus do tempo e de Rhéia possuía ao seu dispor, algumas sacerdotisas que se chamavam melissas. Protectora da fecundação das mulheres e da terra, Deméter é a protectora de todas as sementes que existem debaixo do Sol.


Leão - Filhos de Apolo, o Deus Sol, os leoninos antes de qualquer coisa desejam ser o centro das atenções, estar entre os mais brilhantes e manter sua postura altiva. Apolo significa beleza, elegância e harmonia. Esse poderoso Deus está também relacionado às artes, principalmente à poesia, à musica, mas também às profecias. Apolo era filho do grandioso Zeus e de Leto, deusa do anoitecer. Seus símbolos são a lira, o arco e a flecha.

Virgem - O mesmo Deus Hermes que rege Gémeos rege também os virginianos, mas podemos aqui encontrar um outro lado desse Deus, mais voltado para a inteligência e a comunicação. Em virgem vamos encontrar um lado mais maduro, mas também mais neurótico desse pequeno Deus com asas no pé. Hermes tem seus lados mais sombrios, não é só esperteza ou malandragem. Tanto que os geminianos também possuem dois lados. Seriedade também faz parte desse Deus, que pensa demais. A razão pode ser sua maior bênção, mas também sua maior prisão. Libertar-se das amarras da razão é o seu maior trabalho.

Balança/Libra - Aqui encontramos mais um signo regido pela nossa Afrodite, a deusa do amor. No entanto, aqui encontramos uma outra Afrodite, não tão voltada ao amor carnal e à luxuria como encontramos no signo de Touro, mas sim, mais voltada à compreensão e intelectualização do amor e da beleza. Aqui encontramos um maior refinamento e capacidade social, um outro lado da deusa. A inteligência, o bom gosto, mas não necessariamente o luxo e a luxúria. As artes aqui funcionam pela quase obsessiva busca de equilíbrio que as pessoas desse signo vivem. O amor ao amor é encontrado aqui em sua maneira mais pura.

Escorpião - O Deus que rege esse signo é nada mais, nada menos, que Hades, o Deus dos infernos e das profundezas, e não poderia ser diferente. Também conhecido como Plutão, esse Deus das profundezas, irmão de Zeus e filho de Cronos, dominava o mundo dos mortos, um lugar escuro e taciturno, onde só reinava a tristeza. Conseguiu esse lugar no Olimpo depois de uma luta com Poseidon. Poseidon ficou com os mares e ele com os infernos, os reais e os humanos. As sombras e as almas estavam sob o seu domínio, que era cuidadosamente vigiado por Cérebro, um cão de três cabeças e cauda de dragão. Hades tinha o poder de restituir a vida de um homem, mas fez isso muito poucas vezes.

Sagitário - Nossos amigos de Sagitário, por seu espírito de liderança, não poderiam ser regidos por outro Deus a não ser mesmo o grandioso Zeus. O Deus supremo do Olimpo, rei de todos os outros deuses, foi considerado o pai de todos os deuses e dos mortais. Era o Senhor dos céus, da chuva, presidia todos os fenómenos atmosféricos, recolhia e dispersava as nuvens, comandava as tempestades e lançava a chuva e os raios destruidores quando achava necessário. Tinha nas mãos o governo do mundo e zelava pela ordem e pela harmonia que devia reinar sobre as coisas.


Capricórnio - Na mitologia, Cronos é o Senhor do tempo e o Deus regente de Capricórnio. Cronos castrou seu pai, Urano, deus dos céus, e ocupou seu lugar. O senhor do tempo é disciplinador e tem relação com a maturidade conquistada pacientemente através do passar dos anos. Podemos perceber que a maioria dos capricornianos adoram relógios e normalmente fazem colecção deles. Esse Deus é um Deus rígido, endurecido pela vida, pouco emocional, mas é um Deus que busca a estabilidade, a duração de tudo o que se propõe fazer na vida. Cronos não tem ansiedade e se alia ao tempo para atingir suas metas, que sempre são ambiciosas e grandiosas.

Aquário - Urano é o Deus que rege Aquário, tanto o signo quanto a Nova Era. É um Deus libertário, libertador, mas muitas vezes também libertino. Na mitologia existe pouca coisa sobre esse Deus, mas teve um papel fundamental na saga da criação. Diz a historia que no início era o caos, de onde surge Gaia, a Terra. Gaia deu à luz Urano que, embora fosse seu filho, tornou-se também companheiro e amante. Gaia controlava e Terra e Urano, os céus. Urano tinha em sua mente uma visão ideal sobre todos os seus desejos. Essa é uma das maiores características das pessoas de Aquário e das benesses que esperamos para a Nova Era. Idealizam as relações, sejam elas quais forem. Querem filhos livres e perfeitos e relacionamentos onde possam manter a segurança e a liberdade.


Peixes - Poseidon, o deus que rege Peixes, é o Senhor das profundezas dos oceanos, ou seja, das profundezas do mundo emocional, do inconsciente, da Alma Universal. Rege mais a psique colectiva do que a individual, e é também por isso que as pessoas de Peixes possuem uma mente mais voltada para o colectivo, o sofrimento de toda humanidade e o amor universal e incondicional. Na mitologia, era um dos três irmãos que dividiu o reino de Cronos. Os caminhos que Poseidon escolhe nunca são lineares, são curvos e tortuosos, e meio sem orientação, como um barco à deriva. Com Poseidon vida corre solta, está sempre em alto mar, sem âncoras e sentimentos de segurança. Poseidon, como também é conhecido, foi escondido pela mãe e criado entre os demónios de Rodes, o que o auxiliou muito na aceitação dos piores sentimentos humanos.


MARQUE AQUI A SUA CONSULTA: http://www.silatarot.pt/p/contactos.html

Se Gostou do que Leu, clique G+1 ( = Gosto)

Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTOU COMENTE!
NÃO GOSTOU, COMENTE NA MESMA!