domingo, 14 de maio de 2017

Sila Tarot: 10 Sinais de que é Fraco e como Deixar de o Ser!

Apre­sen­to-lhe uma série de com­por­ta­mentos de fra­queza e como ajudar a cor­rigi-los.

Ser sim­pá­tico é uma qua­li­dade es­sen­cial para al­cançar su­cesso. É uma qua­li­dade que sustém re­la­ções e o torna em al­guém de quem os ou­tros querem estar perto. No en­tanto, há uma linha ténue entre ser sim­pá­tico e ser fraco. Quando é de­ma­siado sim­pá­tico você faz o seu ca­minho pela pa­ci­fi­cação, tor­nando-se vul­ne­rável – e fa­cil­mente dis­pen­sado pelos ou­tros. Quando teme ser visto como ar­ro­gante, do­mi­nador ou mal-in­ten­ci­o­nado por ter a sua pró­pria opi­nião e um claro sen­tido de di­recção você afasta-se do seu valor e perde a crença na­quilo que é capaz de al­cançar.

Se­guem-se al­guns dos com­por­ta­mentos mais co­mu­mente uti­li­zados por aqueles que gostam de agradar aos ou­tros.

1. Querer agradar

O agradar al­guém ocorre quando você su­a­viza ou al­tera a sua po­sição, por temer que os seus na­tu­rais pen­sa­mentos não sejam bem re­ce­bidos ou apoi­ados pelos ou­tros. Para ser bem-su­ce­dido você deve manter-se forte em re­lação àquilo em que acre­dita e deve ser capaz de co­mu­nicar as suas opi­niões de forma clara e efi­ci­ente.

Em vez de agradar para obter apro­vação, es­pere apenas ser tra­tado com res­peito. Eduque-se para se tornar o me­lhor na sua área de co­nhe­ci­mento e para que tenha con­fi­ança de base, quando co­mu­nica.


2. Carência

A sua ne­ces­si­dade de apro­vação po­derá es­gotar as ou­tras pes­soas. As ou­tras pes­soas não podem pre­enchê-lo ou dar-lhe a va­lo­ri­zação in­te­rior que pro­cura. Não há ca­minho para o su­cesso através da pro­tecção das ou­tras pes­soas. O ver­da­deiro passo para o su­cesso só pode vir através da sua crença em si pró­prio e da sua von­tade de ir mais longe com um ver­da­deiro com­pro­misso.

Subs­titua aquilo que sente que pre­cisa dos ou­tros – aprenda a pedir aquilo que quer. Aquilo que você quer é im­por­tante para si e se aquilo que você quer, for in­con­ve­ni­ente para al­guém... Bom, a única forma para obter aquilo que de­seja na vida, é dizer precisamente o que quer e ir atrás disso.

3. Falta de sinceridade

Um dos mai­ores in­di­ca­dores de in­se­gu­rança passa pelo ex­ces­sivo elogio aos ou­tros. Se você co­meçar ou ter­minar cada con­versa com um elogio, as pes­soas irão pro­va­vel­mente en­cará-lo como ma­ni­pu­lador. Estes elo­gios muitas vezes não são sin­ceros na me­dida em que são uma forma de lidar com um sen­ti­mento de in­se­gu­rança – fa­zendo com que a outra pessoa se sinta bem. Quando faz com que ou­tros se sintam bem, terá a falsa sen­sação de que as­se­gurou a sua apro­vação.

O su­cesso surge apenas da au­to-­con­fi­ança que você obtém, através do risco de não agradar a toda a gente.

4. Ser defensivo

O ser-se de­fen­sivo é visto por ou­tros como uma fra­queza. As pes­soas irão dis­cordar de si no tra­balho. Se você não con­segue lidar com sen­ti­mentos de frus­tração ou an­si­e­dade então não ha­verá ca­minho para o seu su­cesso. Você deve de­sen­volver a re­si­li­ência para aceitar fe­ed­back e crí­ticas sem se ma­goar ou tornar-se com­ple­ta­mente pa­té­tico. As pes­soas não o aju­darão a subir a es­cada do su­cesso através de sen­ti­mentos de pena.

Aprenda a crescer com o fe­ed­back – em vez de se en­co­lher com o mesmo.

5. Mentir

As pes­soas que gostam de agradar, criam de­so­nes­ti­dade. Para agradar os ou­tros você ex­pressa que está de acordo, mesmo quando não con­corda. Nin­guém o po­derá co­nhecer re­al­mente, nem às suas ideias e valor, se você for um pa­pa­gaio de ou­tras pes­soas. O medo causa este tipo de men­tira e é ali­men­tado pela ne­ces­si­dade de se en­caixar.

Su­cessos que se des­ta­quem não são, no en­tanto, de pes­soas que se "en­caixem" – mas sim de pes­soas que têm con­fi­ança su­fi­ci­ente em si pró­prias para ba­lançar o barco e perder re­la­ções através de ho­nes­ti­dade brutal quando ne­ces­sário.


6. Excesso de trabalho

O ex­cesso de tra­balho vem do de­ses­pero – para provar o seu valor – numa ati­tude que faz com que acabe a fazer coisas que não quer fazer, pois tem de­ma­siado medo de ser jul­gado por não as fazer. Quando os ou­tros sentem que está de­ses­pe­rado para se provar - perdem o res­peito por si. Descontraia e faça a sua parte – e deixe que os ou­tros car­re­guem o seu pró­prio peso. Você não pode es­calar o Monte Eve­reste so­zinho.

Diga que não, sem se sentir cul­pado. Não há ne­ces­si­dade de fazer ou par­ti­cipar em algo que você não quer ou não acre­dita. Desta forma as pes­soas sabem onde você ter­mina e onde elas co­meçam no­va­mente. Se as pes­soas não co­nhe­cerem estas fron­teiras você será pres­si­o­nado.

7. Neutralidade

Sempre que fa­lhar ao ex­pressar os seus ver­da­deiros pen­sa­mentos e opi­niões, como quando in­te­rage com al­guém que foi cla­ra­mente ofen­sivo para si, você não se tor­nará numa pessoa vista como tendo valor – fa­zendo com que seja en­ca­rado de lado. Nunca se abs­tenha da sua ver­dade.

Para ser bem-su­ce­dido você tem de per­ceber que o con­flito é algo que faz parte. Aprenda a ser ou­sado e a afirmar as suas opi­niões. Você tem o di­reito de ex­pressar as suas opi­niões. Se você se es­conder numa si­tu­ação ou tiver medo que al­guém re­jeite a sua opi­nião, não há forma de al­guém vir a co­nhecê-lo re­al­mente – ou às suas pre­fe­rên­cias. Não pro­cure o acordo. Apenas in­dique qual a opi­nião cor­reta para si.

8. Incerteza

Aqueles que gostam de agradar aos ou­tros, têm o há­bito de pedir per­missão em si­tu­a­ções em que pedir au­to­ri­zação não é ne­ces­sário. Isto é muitas vezes re­a­li­zado numa ten­ta­tiva de pa­recer edu­cado e res­pei­toso para com os ou­tros. In­fe­liz­mente, apenas acabará por pa­recer tonto e tí­mido – como não sendo capaz de tomar as mais sim­ples de­ci­sões por si pró­prio.

Aprenda a ser ou­sado e li­dere com as suas de­ci­sões, mesmo quando não está certo. As pes­soas re­co­nhecem uma ati­tude de ou­sadia. A forma mais rá­pida de su­perar a in­cer­teza passa por se com­pro­meter com o que acre­dita e falar sobre isso.

9. Pedir desculpa demasiadas vezes

Co­meçar cada frase com “Des­culpe” diz muito aos ou­tros sobre a sua au­to-­es­tima. Você não tem de se des­culpar pela sua exis­tência. Quando co­meça cada frase com “Peço des­culpa mas…” você passa a ideia de que es­pera de­sa­pro­vação antes até de ter co­mu­ni­cado a sua ne­ces­si­dade, opi­nião ou ideia. Aprenda a co­meçar cada frase com “Ouça…”

Seja co­ra­joso o su­fi­ci­ente para co­meter erros. Porquê de­sa­pa­recer, ou agradar para pa­recer per­feito aos olhos dos ou­tros? Quando o faz você es­tará a ser falso. As pes­soas reais co­metem erros e não são per­feitas por isso não há ne­ces­si­dade de se des­culpar. Os seus erros são os seus mai­ores pro­fes­sores – por isso co­meta-os e aprenda a re­cu­perar.


10. Timidez

Ser tí­mido irá pre­ju­dicar a sua mo­ti­vação na me­dida em que o medo irá surgir no seu ca­minho – en­quanto per­corre as suas pai­xões e fe­li­ci­dade. Você não irá a lado ne­nhum sendo tí­mido e me­droso. O mundo dos ne­gó­cios não é sen­sível e ser tí­mido irá per­mitir aos ou­tros, que po­derão ser menos ta­len­tosos, ul­tra­passá-lo.

En­contre con­fi­ança para per­se­guir a sua fe­li­ci­dade. Você tem um ca­minho único na vida. Ser tí­mido faz de você um barco de­san­co­rado, sem rumo, a flu­tuar na água e apenas a tentar manter-se se­guro e fora do ca­minho. A fe­li­ci­dade e o su­cesso só podem ser al­can­çados se forem de­li­be­ra­da­mente per­se­guidos. Com­pro­meta-se com o seu ca­minho.

A maior ironia com as pes­soas que gostam de agradar os ou­tros é que quase sempre pro­duzem os re­sul­tados exa­ta­mente opostos da­queles que es­pe­ravam. Para ser bem-su­ce­dido em qual­quer ca­pa­ci­dade, tem mesmo de ser con­fi­ante em re­lação a quem é,  e às suas pró­prias opi­niões, convicções e crenças. Em vez de viver na dú­vida e pro­curar apro­vação, eduque-se. Tra­balhe bas­tante para saber tudo o que pre­cisa de fazer e saber, para ser bem-su­ce­dido. Você tem de chegar ao ponto em que acre­dita que tem di­reito a ter as suas pró­prias opi­niões e con­segue res­peitar quando os ou­tros não veem as coisas da mesma forma que você vê. Não sig­ni­fica que eles es­tejam certos e você er­rado. É através do abraçar das di­fe­renças que o su­cesso se torna ex­ci­tante e di­nâ­mico. É através do atrito nas di­fe­renças com ou­tros que o ver­da­deiro cres­ci­mento acon­tece. As grandes ideias surgem do de­bate, ino­vação e di­fe­renças entre as pes­soas.

Con­selho: O mundo não é preto e branco – logo, lembre-se que a ne­ces­si­dade de apro­vação é con­tra­di­tória ao su­cesso.


MARQUE AQUI A SUA CONSULTA: http://www.silatarot.pt/p/contactos.html


Se Gostou do que Leu, clique ( no site) G+1 = Gosto

Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTOU COMENTE!
NÃO GOSTOU, COMENTE NA MESMA!