segunda-feira, 29 de abril de 2013

Sila Tarot: Hipnose como Terapia de Cura!


Porque é a Hipnose é tão eficaz no tratamento de perturbações psicológicos?

Uma das razões da hipnose ser tão eficaz na simplificação da terapia: as percepções, crenças e atitudes dissonantes abstêm-se de interferir com a sugestão (e assim com o seu condicionamento). Isto explica a grande e insuperável influência das sugestões como um estímulo durante a hipnose. Como resultado, o condicionamento pode acontecer e novas associações podem ser feitas. A pessoa pode autenticamente imaginar-se sentindo-se auto-confiante em situações onde antes despoletava a sintomatologia, por exemplo, ansiedades, e estas novas associações condicionadas, por sua vez, podem resultar num novo comportamento mais positivo. Esta nova maneira de ver e sentir o mundo, pode agora tornar-se permanente através de auto-reforço, assim como um velho comportamento negativo de fobias, por ex. que se tinha tornado permanente, também através de auto-reforço ou recalcamentos sucessivos.

Num processo terapêutico hipnótico o principal objetivo é ajudar o indivíduo a modificar a sua perceção do evento responsável pelo trauma - um assalto violento, por exemplo. "Procuramos dar um novo significado ao que aconteceu, para que a sensação de medo ou ansiedade associada ao fato não surja mais". A hipnose também pode ser treinada de forma que a pessoa pratique auto-hipnose. A prática constante permite que o indivíduo aprenda a auto-hipnotizar-se nos momentos necessários, para ultrapassar as situações desencadeantes dos problemas.

2. Quais as vantagens de um tratamento baseado na hipnoterapia, em relação aos outros mais convencionais?

Para começar é a hipnoterapia é considerada uma terapia breve, inócua e natural. A técnica de hipnose parte de pressuposto que somos auto-curáveis, e que a solução aos nossos problemas se encontra algures no nosso interior. Efectivamente, a hipnose é hoje reconhecida como uma importante ferramenta para tratar e ultrapassar a maioria das perturbações psicológicas, eliminar as dores e ansiedade e, também, vencer quase todos os nossos medos. Além disso, ela está a ser usada com eficácia para diminuir o sofrimento de pacientes com neoplasias, doenças neuro-degenerativas e psicossomáticas. A hipnose permite diminuir o receio dos tratamentos oncológicos, assim com enfrentar eficazmente as principais fobias e a famigerada depressão. Ao aceder a este vasto reservatório de experiências e saberes despertamos com maior capacidade de lidar com perdas, emoções e contrariedades no presente. E o equilíbrio acontece naturalmente, pois somos agora mais capazes de lidar com as nossas próprias emoções nos momentos mais stressantes e dramáticos, e crescer com elas.

O uso da hipnoterapia é o mais adequado para acelerar o processo de terapia e encurtar notavelmente o tempo de tratamento. O tempo de tratamento varia de acordo com a pessoa e o problema, de uma sessão a poucos meses de trabalho.

3. O que pode esperar um paciente que esteja disposto a tratar-se mediante este método?

Importa referir que a hipnose é uma prática reconhecida pelas principais organizações médicas internacionais, sendo já uma prática aceite em alguns hospitais, inclusive portugueses. Logo, a hipnose é técnica usada com resultados excelentes pela psicologia a psiquiatria. Ou seja, é considerada uma psicoterapia breve e naturalista que parte do pressuposto que somos auto-curáveis. Logo, uma sessão de hipnoterapia decorre de moldes idênticos a uma sessão de psicoterapia comum: anamnese, história clínica, factores biológicos, psicossociais e psicodinâmicos também são sempre equacionados na primeira sessão.




Normalmente o estado hipnótico acontece a partir da segunda sessão, isto é, depois de analisar o historial do paciente, os seus medos, os receios e resistências ao processo hipnótico são utilizados diversas técnicas para provocar o transe hipnótico. Em momento algum o paciente perde o controlo do que se passa na terapia, podendo mesmo em transe, despertar do sono hipnótico quando assim lhe aprouver. O hipnoterapeuta é nada mais que um guia, um facilitador, que encaminha o paciente ao mundo fascinante das suas emoções, desejos, traumas e carências numa viagem maravilhosa aos recônditos da sua mente. A partir daqui a terapia é considerada como mais breve, rápida e efectiva que os outros métodos psicoterapêuticos. Porquê? Porque faz uso dos próprios recursos internos para promover a auto-cura, já que a hipnoterapia parte do pressuposto que somos auto-curáveis.

4. Todas as pessoas são susceptíveis de entrar em transe hipnótico?

Com as modernas técnicas de hipnose praticamente todas as pessoas mentalmente sãs podem entrar em hipnose. Pode acontecer que nas primeiras sessões os receios, medos e resistências inconscientes prejudiquem a entrada em transe. Mas um bom hipnoterapeuta sabe como identificar as resistências e ultrapassá-las. E, todavia, a hipnose não deve ser considerado uma panaceia que tudo resolve, como todas as abordagens terapêuticas, também tem as suas limitações. Por exemplo, pacientes com síndromes epilépticos, ou com traços psicóticos e/ou esquizofrénicos não devem recorrer à hipnose para aliviar os seus sintomas. Embora com a hipnose moderna podemos dizer que praticamente 99% das pessoas são susceptíveis de entrar em transe hipnótico, mas ainda há uma pequena percentagem de pessoas que não reagem como é esperado ao processo de transe hipnótico. Quer dizer, deve-se fazer antes um trabalho com eles, com técnicas de relaxamento e auto-hipnose, para “ensinar” o paciente a entrar naturalmente, em transe. Normalmente, e após algumas consultas de treino todas as pessoas, são passíveis de recorrerem à ajuda hipnótica. Aconselho-a a recorrer a um terapeuta de hipnose ericksoniano, basta conhecer um profissional sério, e que usa a técnica com finalidade médica e terapêutica, para compreender as suas resistências e ultrapassa-las.

5. Posso ficar inconsciente em hipnose?

Estar hipnotizado não significa estar inconsciente. Há aqueles que até desejam ficar inconscientes para que "todos os seus problemas lhes sejam tirados". Na verdade, o transe hipnótico é caracterizado por uma dissociação consciente/inconsciente onde a consciência está presente e é desejável que esteja, para participar no processo de cura. Por estar a viver uma experiência agradável, a pessoa não se lembra do que foi falado porque ficou distraída com pensamentos, imagens ou sons.
 

6. Posso confessar segredos sem querer em transe hipnótico?

Mesmo em transe profundo a mente conserva um sentido de vigilância que protege a integridade da pessoa. Na hipnose Ericksoniana raramente a pessoa é convidada a falar. O inconsciente é capaz de resolver silenciosamente os conflitos mais profundos.

7. Posso não voltar de um transe hipnótico?

Não, em momento algum! Eventualmente, por estar numa experiência muito agradável ou num transe mais profundo, a pessoa não aceitar a sugestão de voltar do estado de transe, mas basta deixá-la mais algum tempo, e naturalmente, o transe hipnótico se transforma em sono fisiológico e ela acorda espontaneamente.

8. Em transe hipnótico posso ser dominado/a pelo Hipnoterapeuta?

Na hipnose clínica o estado de transe é sempre uma auto-hipnose (toda a hipnose é em última análise auto-hipnose). O hipnoterapeuta é apenas um facilitador, um companheiro de viagem, apenas alguém que está ao lado enquanto o inconsciente da pessoa trabalha.

9. Posso ficar dependente do hipnoterapeuta?

Um hipnoterapeuta cuidadoso tem sempre como princípio da técnica dar sugestões pós-hipnóticas de autonomia e liberdade, no final de cada sessão hipnótica. Ex: “E no dia a dia a sua mente inconsciente pode continuar por si mesma com um processo natural e saudável de mudança significativas..”. Por isto a Hipnoterapia é considerada uma terapia breve.
 

10. Os estados de transe hipnóticos podem ter efeitos prejudiciais na saúde?

A abordagem hipnótica é não invasiva, inócua e natural. O inconsciente é sábio e protector e absorve apenas aquilo que é saudável e útil. Como a hipnose é uma poderosa estratégia de comunicação com o inconsciente só deve ser usado por pessoas devidamente treinadas, competentes e éticas. Uma pá é um excelente instrumento para remover terra, mas se for usado para atingir a cabeça de alguém, obviamente pode matar.

11. Porquê utilizar a técnica de regressão hipnótica?

Porque em regressão podemos compreender, perdoar e ultrapassar os nossos erros, as limitações que auto-impusemos. A TVP pode levar a pessoa a experiências e saberes nunca antes explorados, a deslumbrar-se nas trajectórias do seu mundo interior, a ponderar as suas crenças, a questionar as suas verdades absolutas, a despertar para novas aprendizagens e produzir novos e mais saudáveis caminhos de cura, e por isso é algo que vale a pena viver. A dor ou nos constrói ou nos destrói. O sucesso e a derrota fazem parte da historia de cada ser humano e é importante viver estas experiências de forma plena e vibrante. Não existe coisas boas ou más na nossa vida, mas oportunidades de crescimento. Numa hipnose de regressão, descobrimos um espetáculo de recursos e experiências avassaladoras, num mundo onde crescem as ideias mais intuitivas e pensamentos serenos.

12. Toda a hipnose implica Regressão?

Hipnose não é regressão, mas a técnica de regressão pode ocorrer durante um transe hipnótico. A regressão é um importante fenómeno hipnótico e um poderoso instrumento terapêutico, mas a hipnose, como terapia não fica por ai. A hipnose é um fenómeno psíquico, um estado especial da mente que permite as mais diversas acções terapêuticas já que parte do pressuposto que somos auto-curáveis.

13. Quais a limitações no uso da técnica hipnótica?

Importa perceber que a hipnose não deve ser considerado uma panaceia que tudo cura, como todas as abordagens terapêuticas, também tem as suas limitações. Por exemplo, pacientes com síndromes epilépticos, ou com traços psicóticos e/ou esquizofrénicos não devem recorrer à hipnose para aliviar os seus sintomas. Todos os outros casos são passíveis de recorrerem à ajuda hipnótica. Quanto à durabilidade da terapia, como é óbvio, cada caso é um caso, mas em grosso modo para uma depressão moderada podemos falar em cerca de 6 sessões (mês e meio) para ultrapassar o problema. Embora alguns casos possam ser mais longos, nomeadamente, quando há uma dependência severa de psicofármacos.

14. Todos os problemas podem ser solucionados com esta terapia?

Evidente que não. Cada caso é único e individual e é imprudente enumerar distúrbios ou doenças que podem ser solucionados por este tipo de terapia. É necessário conhecer o paciente, o seu histórico de vida e a sua maneira de ser para poder diagnosticar a terapia mais adequada ao problema concreto. Neste ponto, a escolha de um bom terapeuta é importante.

Conclusão:

Como se pode comprovar, inegavelmente, a hipnose é um método natural, rápido e autêntico para o problema da depressão e que pode ajudar sobremaneira as outras metodologias. Compreende-se que ainda exista alguns receios e mitos que demoram a ser ultrapassados. Espero que este pequeno contributo possa despertar o vosso interesse pela técnica. Existe ainda muito a fazer para divulgar esta abordagem terapêutica absolutamente fantástica, para que mais pessoas possam recorrer a ela. No entanto, basta conhecer um profissional sério, e que usa a técnica com finalidade médica e terapêutica, para esquecer a imagem caricata de um hipnotizador de aparência exótica, ou de palco, capaz de transformar o seu paciente numa espécie de robot. A hipnose é muito mais que isso.
 
Se Gostou do que Leu, clique G+1

Sila Tarot: Simpatias para cada Signo!


 

CARNEIRO

Faça um banho com manjericão, palma de santa-rita, 6 folhas de cipreste, um girassol e um pouco de gerânio. Jogue tudo do pescoço para baixo durante a Lua Nova. Esta Simpatia vai trazer força para o seu dia-a-dia.

TOURO

Neste banho traz boas energias, coloque na água quente malva-branca, papoila, açucena e pétalas de rosas brancas. Quando a água amornar, jogue no corpo do pescoço para baixo, em noite de Lua Minguante.
GÉMEOS

Uma margarida, folhas de louro, um punhado de alecrim e erva vassourinha. Faça o seu banho e jogue no corpo do pescoço para baixo, em noite de Lua Cheia. Esta é uma boa proteção contra a inveja.

CARANGUEJO
Numa noite de Lua Crescente, faça um banho, coloque a ferver na água, arruda, malva-rosa, malva-branca, uma rosa e uma dália. Quando a água estiver morna, jogue no corpo (sempre do pescoço para baixo) para alcançar os seus ideais.


LEÃO
Este banho atrai boas vibrações. Em noite de Lua Nova, agarre em 9 folhas de laranjeira, 3 levante-branquinha, 2 rosas brancas e 2 pétalas de violeta e coloque em 3 litros de água a ferver. Deixe arrefecer e jogue no corpo (sempre do pescoço para baixo).

VIRGEM
Numa noite de Lua Minguante faça um banho com folhas de sabugueiro, 3 rosas vermelhas, um pouco de guiné, um cravo branco e uma açucena. Isso irá ajudar a conservar a organização.

BALANÇA
Um lírio, 2 orquídeas, 3 folhas de macieira, algumas folhas de cânfora e 10 folhas de limoeiro. Faça um banho para atrair sorte para a sua vida.

ESCORPIÃO
Atraia boas energias com um banho com um punhado de cordão-de-frade, uma dália, um amor-perfeito e 2 ramos de comigo-ninguém-pode. Jogue no corpo, do pescoço para baixo, em dia de Lua Crescente.

SAGITÁRIO
Faça um banho com 3 gerânios, 3 violetas, 3 cravos amarelos e um pouco de cipó-pedra. Jogue no corpo num dia de Lua Nova. Isso vai afastar todos os fluidos negativos.

CAPRICÓRNIO
Para abrir caminhos, faça um banho com arruda macho e arruda fêmea, um cravo branco, uma papoila, folhas de eucalipto, pinheiro e cana. Jogue a mistura no seu corpo (sempre do pescoço para baixo) numa manhã de Lua Minguante.

AQUÁRIO
Em dia de Lua Cheia, faça este banho contra as más influências. Folhas de salgueiro, orquídea, margarida, arrebenta-cavalo, fedegoso, folhas de bambu e banhe-se, mentalizando a energia positiva.

PEIXES
Este banho traz proteção no lar. Pegue um pouco de guiné, 3 rosas brancas, um amor-perfeito, folhas de laranjeira e de manga. Faça um banho durante a Lua Crescente e jogue no corpo, do pescoço para baixo.
 
Se Gostou do que Leu, clique G+1

domingo, 28 de abril de 2013

Sila Tarot: Alinhamento dos Chakras!

 

Os chakras são centros de força energética, capazes de influenciar energeticamente a nossa saúde e emoções. Localizados no centro energético que circunda o ser humano, eles captam a energia vital e a distribuem para o corpo através das glândulas endócrinas, do sistema nervoso e dos órgãos vitais. Localizados ao longo da coluna vertebral, possuem forma espiralada com hélices girando no sentido horário.
 
A energia da vida flui através desses centros produzindo diferentes estados psíquicos, emocionais e sentimentais, afetando todos os aspectos da nossa vida, a nossa criatividade, vitalidade e bem-estar.

Quando os chakras estão em bom funcionamento e a energia circula livremente, isso reflete-se no nosso exterior. Sentimos-nos alegres e cheios de energia, em perfeita saúde e equilíbrio.
 

Ao contrário, se os chakras estiverem bloqueados, sem bom funcionamento, podemos-nos sentir sem vitalidade, ter problemas de saúde, desequilíbrios emocionais, distúrbios psíquicos ou a outros níveis. Como eles estão interligados, se um chakra estiver bloqueado isso afetará todo o sistema energético.
 
Desbloquear os chakras proporciona a livre circulação de energia pelo corpo humano, condição essencial para a saúde, e perfeita harmonia com o Universo.
 
Com a técnica japonesa de Reiki o paciente obterá todo tratamento necessário para alinhar os canais energéticos. Além de recuperar seu verdadeiro estado natural, promovendo o seu bem-estar físico, emocional, mental e espiritual.
 
 
Se Gostou do que Leu, clique G+1

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Sila Tarot: Dar e Receber!



A inspiração para o tema de hoje, surge da frase:

« Dou sem precisar de receber, porque me dou a mim própria todos os dias»

Fazemos o que está certo! Aos olhos do homem e as olhos de Deus! Depois, custa-nos aceitar e compreender, porque é que os outros não o fazem também! As desilusões acumulam-se e começamos a deixar de acreditar, que algum dia, o mundo das pessoas será diferente!

Construímos o nosso castelo, rodeado de muralhas, com vista evitar qualquer tipo de intruso!

De repente, passamos a viver num mundo, onde o céu e o inferno, vivem de mãos dadas,

despertando esse mesmo mundo dentro de nós, destruindo a nossa verdadeira essência!

Se partirmos do princípio, que tudo são escolhas, é a hora de decidir fazer escolhas diferentes!

É hora de compreender, que não podemos dar o que não temos! Está na hora, de demolir todas as muralhas do nosso castelo.


Para isso basta:

Tempo, espaço, para darmos a nós próprios tudo o que precisamos.

Tempo para cuidar, tempo para amar o melhor que há em nós.

Tempo para escutar o nosso coração, sem interferências!

Se formos “cheios”, não teremos necessidade de receber, nem cobramos, ou ficamos ressentidos se não nos dão. Cada um dá o que pode e o que consegue dar de si! Não criemos expectativas e exigências de querer receber mais, do que não temos para dar...e porque não temos, vamos querer que o outro preencha o vazio que há em nós. Se não temos, como poderemos dar de nós? Logo receber em troca? Tudo é uma troca, e o que damos ou recebemos deve ser sem expectativas e com equilíbrio. Há que saber dar e saber receber. Preencha-se, dê-se a si...para depois poder dar...e logo receber! Sem expectativas...porque cada um dá o que quer e o que pode! Nem todos temos para dar...


Pense nisso...preencha-se a si e seja Feliz!
 
Se Gostou do que Leu, clique G+1

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Sila Tarot: Curiosidades sobre o nosso corpo!

 

1. Se lhe doer a garganta doendo, aperte o ouvido:

Pressionando os nervos do ouvido, ele gerará um reflexo imediato nos espasmos da garganta e alivia o desconforto.

2. Para ouvir melhor utilize apenas um lado da orelha:

Se estiver num local com muito barulho, e não conseguir ouvir bem o que as pessoas estão a dizer, vire a cabeça e use apenas a orelha direita, uma vez que distingue melhor as conversações, enquanto a esquerda identifica o som.

3. Para resistir à tentação de ir á casa de banho, pense em sexo:

Quando não resistir à vontade de urinar e não tiver possibilidades por perto, pense em sexo. Isso vai entreter o seu cérebro e reduzirá o stress.

4. Tossir para reduzir a dor:

Um grupo de cientistas alemães descobriram que quando espirra, aumenta a pressão no peito e na coluna vertebral, inibindo assim, as dores na coluna.

5. Se estiver com o nariz entupido:

Pressione o céu da boca e o nariz. Toque o céu da boca firmemente com um dedo, segurando o nariz abaixo das sobrancelhas. Isso permitirá que as secreções possam se mover e que volte a respirar.

6. Quando tiver com azia, durma sobre o seu lado esquerdo:

Isto cria um ângulo entre o estômago e o esófago, de modo que o ácido não possa passar para a garganta.

7. Quando um dente dói esfregue um cubo de gelo na mão:

Deve aplicar um pedaço de gelo, entre o polegar e o dedo indicador contra a palma da mão. Isto reduz em 50% a dor, pois este local está ligado aos receptores de dor na face.

 

8. Quando se queimar, pressione o ferimento com um dedo:

Após a limpeza da área afetada, pressione com a mão sobre a queimadura, assim ela retornará a temperatura inicial e evitará bolhas. (Para pequenas queimaduras, apenas)

9. Quando estiver bêbado:

Repouse a mão sobre uma mesa ou superfície estável. Se fizer isso, o seu cérebro vai recuperar o sentido de equilíbrio e evitará que tudo gire ao seu redor.

10. Ao correr, respire quando o pé esquerdo pisar no chão:

Isto irá prevenir as sensações de comichão no peito, porque se respirar quando coloca o pé direito, fará pressão no fígado.

11. Se sangrar do nariz, empurre com o dedo:

Se se deitar com o sangue a escorrer poderá se sufocar, por isso é melhor pressionar o dedo sobre o lado do nariz enquanto estiver a sangrar.

12. Para controlar o batimento cardíaco quando está nervoso:

Coloque o polegar na boca e sopre, isso irá ajudar o seu coração a parar de bater tão rápido, a partir da respiração.

13. Para aliviar uma dor de cabeça quando bebe água gelada:

Quando bebe algo congelado, resfria o paladar e o cérebro interpreta. Então deve colocar a língua no céu da boca para retornar à temperatura normal.

14. Previna a falta de visão quando está á frente do PC:

Quando posiciona o olhar para um objeto próximo, como um computador, a vista fica cansada e não consegue ver bem. Por isso, feche os olhos, contraia o corpo e prenda a respiração por um momento. Então, relaxe. Remédio santo.

15. Desperte as suas mãos e pés adormecidos movendo a cabeça:

Quando um braço ou uma mão ficam dormentes, gire a cabeça de um lado para o outro e sentirá a dormência passar num 1 minuto. Os membros superiores adormecem por causa da pressão sobre o pescoço. Igualmente para pernas e pés, leva alguns segundos.

16. Uma maneira fácil de prender a respiração debaixo de água:

Antes de mergulhar, fazer respirações muito rápido e forte, para fazer o sangue “ácido” desaparecer, pois isso é que causa a falta de ar.

17. Memorize textos à noite:

Tudo o que ler antes de dormir, torna-se muito mais fácil de relembrar...

 
Se Gostou do que Leu, clique G+1 

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Sila Tarot: Carências e Aceitação!



Nunca recebe amor, quando erradia carência!

De facto, o que recebe é ainda mais carência.

Sabe que em estado de carência tudo termina rapidamente.

E mesmo que se prolongue um pouco mais, vai doer durante todo esse tempo.

É importante, deixar de querer, ou sequer preocupar-se se os outros gostam de si.


Pare de querer que os outros o elogiem.

Pare de querer que os outros o aceitem.

Pare de procurar nos outros aquilo que está unicamente em si.

Comece finalmente a olhar-se como se realmente se visse.

Comece finalmente a olhar-se e a descobrir o que representa, para poder depois escolher quem é.

Não procure a aceitação dos outros, porque isso é o mesmo que dizer que não se aceita.

E se não se aceita, não se ama.

E se não se amas, não anda a fazer grande coisa por si mesmo...

Pense Nisso...e Seja Feliz!
 
Se Gostou do que Leu, clique G+1
 

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Sila Tarot: Pensar ou Sentir?



É necessário haver equilíbrio entre o pensar e o sentir, entre o nosso lado racional e a vertente emocional. Quem pensa muito, pouco sente. Se desenvolve mais o lado racional do pensamento, o emocional ficará decerto mais escondido, certamente menos desenvolvido.

Mas quem pouco sente, quase nada é. Se o nosso lado emocional estiver mais desenvolvido, certamente perderemos o controlo do nosso lado racional, e o controlo sobre o que nos rodeia. É necessário perder o controlo.

É este um dos profundos medos da Sociedade actual. O de perder o controlo sobre o que sente. Considera-se uma pessoa que não sente como alguém profundamente ingrato, desconhecedor do seu potencial total e incapaz de inspirar seja quem for.

Não sentir é um dos principais flagelos da nossa sociedade, pois regra geral somos um rebanho de gente inconsciente, que se desconhece porque prefere caminhar, sem rumo em detrimento de criar o seu próprio caminho, porque é mais fácil e dá muito menos trabalho ser um comum mortal do que acreditar na eternidade que só uma pessoa feliz reconhece e porque as pessoas não querem saber de si mesmas, abandonaram-se, e vivem uma vida inteira na expectativa de encontrar alguém que as ame como elas nunca se amaram. Impossível.

Quer ser amado? Ame-se.

E tudo isto porquê? Porque é mais fácil e socialmente aceite, pensar do que sentir. É como se estivéssemos autorizados a julgar, mas impedidos de viver a entrega. Acontece que sempre que uma pessoa pensa, entra numa espécie de cápsula do tempo que lhe inebria a única realidade que lhe assiste, o “Agora”, deixa de existir, torna-se um autómato.


Nós somos almas alojadas em corpos, como tal, estamos aqui para viver a experiência dos afetos e não há afeto com uma mente descontrolada, não se criam laços, o amor não se afirma e a paixão não nos corre pelas veias, não nos alimenta as células nem nos arrepia os poros.

Esvaziar a mente é, por todos estes motivos, o melhor tónico para o coração, é como estar profundamente desidratado e descobrir uma garrafa de água. É a vida na sua plenitude. É quando se permites ser e assim será.

Vamos voltar ao SER criança. À nascença a mente não passa de um saco vazio, insípido e despropositado, certo? Somos felizes, certo? Fazemos e dizemos o que sentimos, correto? Então porque razão, à medida que vamos crescendo, adquirimos o hábito de ir enchendo o lixo do ego, dos bloqueios, dos preconceitos e dos medos, até já não caber mais? Preguiça. Comodidade. Resignação. Desculpas e mais desculpas.


E sim, podemos trabalhar o esvaziar da mente. Aparentemente pode parecer difícil, mas não é. Nunca se esqueça que é o que sente e que foi feito para sentir, como tal, suprir a rotação dos nossos pensamentos passa por se afirmar, por materializar o que deseja, por estar com quem quer, ir onde lhe apetece e verbalizar o que sente. Liberdade.

Passa por se permitir ser criança novamente. Por sentir. Por amar e amar-se.

Não acredita? Experimente...
 
 
Se Gostou do que Leu, clique G+1
 

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Sila Tarot: O Despertar da Vida!



É importante perceber que o despertar da vida depende de si. Liberte o seu coração e deixe que ele construa o seu destino. A felicidade é uma experiência ligada à sabedoria. A sua vida muda quando muda. Deixe as pessoas do passado no passado, a melhor cura para o mau humor é abrir os olhos para o mundo. Enquanto acreditar, o medo não se vai instalar. Para viver intensamente é necessário conviver com os riscos. Por isso acredite sempre, por pior que seja a situação. Não deixes a dúvida tomar conta de si.

O nosso maior adversário está dentro de nós próprios. É preciso dar tudo de si, nos projetos da vida.

Alguém já disse que visão é a arte de ver o invisível. Nós é que transformamos a semente em árvore para poder colher os frutos.


A primeira ponte é a do sentido da vida.
A segunda ponte é a do silêncio.
A terceira ponte é a da simplicidade.
A quarta ponte é a do sentimento.
Será a pessoa que escolher ser.

Um dos segredos da felicidade é saber criar condições para que a vida dependa de nós.
Viver é a arte de realizar sonhos.
Viver é ser o artista da auto-criação.
As mudanças ficam mais fáceis quando o que se passa dentro de si é explicado.

O grande néctar da vida é a possibilidade de realizar o divino que existe dentro de cada um de nós.

Se Gostou do que Leu, clique G+1

 

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Sila Tarot: Qual a Forma como vê a Vida?



Uma das belezas da visão é que quando olhamos para um pássaro numa árvore, por exemplo, não vemos apenas uma foto plana: o que vemos ali tem movimento, luz, sombra, profundidade e faz com que cada um de nós, olhe de acordo com os aspectos que mais chamam a atenção nesse momento. Isso é a perspectiva, sobre a qual que cada um de nós tem, sobre determinado assunto ou situação observada. Esta característica é estritamente necessária para a nossa própria visão do mundo!

Duas pessoas nunca leem o mesmo livro”. Ou seja, a minha percepção do que li nunca será idêntica a sua, por causa das minhas experiências de vida, crenças, valores, personalidade e do ângulo pelo qual vejo e pelas situações com as quais me deparo.

Porém, se por um lado existe a concepção dos “pontos de vista distintos”, por outro lado existe sempre a possibilidade de observar além do que todos enxergam.


EXERCITE O SEU MODO DE VER O MUNDO

O que temos na nossa vida tem muito a ver com a forma como a vemos. A nossa percepção do mundo está atrelada às nossas visões pessimistas e otimistas, a uma personalidade extrovertida ou introvertida – que são os nossos aspectos mais “salientes” – e também os aspectos mais flexíveis e passíveis de mudanças. Por exemplo, tente lembrar-se se já não viveu esta situação: quando está triste ou depressivo parece que toda a vida fica mais cinzenta, já quando está ansioso parece que tudo ao redor acontece em alta velocidade. As coisas mudam e o “copo” que anteriormente parecia meio cheio passa a parecer meio vazio. E isso acontece de um momento para o outro, sem que entendamos o porquê.


VEJA A VIDA PELO LADO POSITIVO

Não somos completamente mutáveis e nem todas as nossas perspectivas podem sempre ser relativizadas. A personalidade de uma pessoa tem aspectos estáveis, relativamente fixos. No entanto, quando se dispõe a QUESTIONAR os pontos de vista negativos, que estão enrijecidos pela sua experiência de vida, é possível realizar uma mudança!

Comece a sua busca pelo lado positivo. Tenha em mente que há espaço em si para que as coisas ao seu redor ganhem uma tonalidade mais bonita. Veja mais oportunidades, mas sem deixar de contemplar e medir os riscos. Faça com que as pessoas ao seu lado passem a sentir-se bem na sua companhia, com a sua “boa energia”. Chegará o momento em que tudo acabará por acontecer de forma positiva, já que cultivará a boa vontade naqueles com os quais se relaciona, sendo mais tolerante, menos exigente e doando mais o seu lado bom, no convívio com os outros.

Não estou a sugerir que ignore a realidade das situações, nem que deixe de observar o lado feio e negativo da vida. Mas estou sim, a relembrar que mesmo diante das situações desafiadoras ou negativas há sementes que apontam para a vertente positiva. As coisas boas e positivas estão contidas nas negativas e o contrário também é verdadeiro. Esse pequeno ajuste de perspectiva não é uma mudança tão radical, é uma maneira um pouco diferente de perceber as coisas. E no final isso faz uma grande diferença e ajuda-o a tornar-se uma versão melhorada de si próprio. Quanto mais global e inclusiva for a sua visão sobre “o tal copo”, mais completa será a sua atitude perante a vida.
 
 
Se Gostou do que Leu, clique G+1
 
 

terça-feira, 9 de abril de 2013

Sila Tarot: Tudo o que sempre quis saber sobre Incensos!


Os aromas interferem com a nossa aura e com o ambiente que nos rodeia. Se forem utilizados correctamente, criam uma atmosfera no ambiente, de energia positiva, equilíbrio, bem estar e harmonia. Os antigos diziam que o incenso, leva a prece para o céu. O incenso é utilizado em todo o mundo, associando o homem à divindade, o finito ao infinito, o mortal ao imortal. O seu elemento é o ar. O incenso é um excelente purificador.

 
Arruda - confere protecção espiritual e aumenta a segurança. É muito eficiente na eliminação de energias negativas e na sua purificação.

Acácia - evita pesadelos e transmite um sono tranquilo.

Absinto - favorece a clarividência, e também, para protecção e amor.

Alecrim - afasta a depressão, purifica o local em questão, e eleva o nível de consciência.

Alfazema - eleva o astral e transmite tranquilidade.

Almíscar - aumenta a sorte e o sucesso, assim como a intuição.

Angélica - aumenta a protecção.

Artemísia - faz aflorar a clarividência.

Anis estrelado - atrai a boa sorte.

Benjoim - aumenta a criatividade, seja em trabalhos artísticos ou escritos.

Camomila - melhora as finanças e acalma emocionalmente.

Canela - é indicado para questões financeiras e tranquiliza o ambiente.

Cânfora - aumenta a realização emocional e profissional e elimina todo tipo de energia negativa.

Cedro - aumente a força física. Muito indicado para purificar os ambientes, pois atrai vibrações de harmonia. Quanto aos negócios, ajuda a ter sucesso com as vendas.

Cipreste - aumenta a concentração, a firmeza e o equilíbrio. Proporciona prosperidade e fortuna.

Coco - traz o equilíbrio emocional necessário para a tomada de decisões.

Cravo - abre os caminhos, atrai dinheiro, destrói as energias negativas reinantes e confere segurança.

Erva cidreira - confere felicidade e sucesso; assim como promove o encontro de verdadeiro amor.

Erva doce - eficaz no "olho gordo"; como também promove a harmonia e paz.

Eucalipto - renova as energias e promove uma verdadeira limpeza energética do local.

Hortelã - anula as energias negativas. É muito indicado para aumentar a compreensão, o poder de decisão, a ordem e a consciência ecológica.

Jasmim - aumenta a resistência física e melhora os negócios. Acalma o ambiente.

Lavanda - elimina a depressão e confere um sono tranquilo.

Manjericão - traz sorte, felicidade, prosperidade e protecção.

Mirra - estimula a intuição.

Noz moscada - alegra o ambiente e atrai dinheiro, da maneira justa e merecida.

Orquídea - indicado para purificar o ambiente de trabalho e, ajudar a encontrar soluções para problemas práticos.

Patchuli - traz abundância e reactiva a fertilidade.

Pimenta da Jamaica - elimina brigas dentro de casa; atrai dinheiro e boa sorte.

Pinho - atrai protecção e aumenta a fertilidade.

Rosa branca - limpa o ambiente contra as energias maléficas e acalma as pessoas que estão ao seu redor.

Sândalo - ajuda no desenvolvimento e expansão da intuição.

Sândalo branco - traz sucesso, protecção e aumenta o poder da meditação.

Vetiver - é a fragrância que protege o comercio, favorecendo as boas vendas, atraindo dinheiro e a boa sorte.

Violeta - ajuda a espantar as energias negativa
 
 

Incensos para cada signo

Carneiro - mirra ou cipreste, almíscar, angélica, ópium, rosa musgosa, alecrim.

Touro - sândalo, camomila, arruda, orquídea.

Gémeos - canela, âmbar, eucalipto.

Caranguejo- cânfora, jasmim.

Leão - cedro, lótus, rosa branca, sândalo vermelho.

Virgem - canela, cravo da índia, rosa musgosa, angélica, benjoim.

Balança - eucalipto, calêndula, cedro, jasmim, orquídea.

Escorpião - almíscar canforado, flor do campo, lótus.

Sagitário - alfazema, alecrim, sândalo amarelo.

Capricórnio - arruda, benjoim, cravo da índia, sândalo vermelho.

Aquário - cedro, flores do campo, eucalipto, rosa branca.

Peixes - cânfora, jasmim, mirra, ópium, sândalo amarelo


Como acender o Incenso

Segure o incenso com a mão esquerda, e em cada canto de cada divisão faça o sinal da cruz, e vá dizendo, em cada canto há um anjo em nome do Pai do Filho e do Espirito Santo.

Deverá acender pelo menos um, todos os dias, pois assim manterá o ambiente sempre limpo e bem protegido.

* isqueiro - é sinal que acredita na sua força mental e no seu pensamento positivo, para a limpeza que será feita.

*fósforo - significa que acredita que os elementos do ar, os silfos e silfídes, o ajudarão na limpeza de sua casa

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Sila Tarot: O Auto-Controlo define o Carácter!

Para quem tem o “sangue quente”, pode ser um desafio estar sempre a controlar o temperamento. Podem até chegar a extremos da bipolaridade, o que deve ser tratado com um profissional experiente, outros sentem os efeitos na restante saúde e nas relações pessoais ou mesmo profissionais. Se estiver preparado para aprender a controlar o seu temperamento e viver uma vida mais saudável, considere estas 10 dicas:

1) Retire-se um momento para o castigo
 
Isso mesmo. Não é somente para as crianças desobedientes. Antes de explodir na primeira oportunidade, conte até 10. Se estiver muito agitado, tentar descontrair por uns momentos é necessário. Faça um intervalo, ausente-se da situação, afaste-se fisicamente, enfim, tudo é válido para respirar fundo e para que por uns momentos pense no que está a fazer.


2) Com calma, fale sobre o que o incomoda

Assim que conseguir acalmar-se, tente falar sem alterar a voz sobre o que o incomoda. Expresse a sua frustração de modo assertivo, sempre a evitar o confronto. Seja claro, directo, mas não ofensivo ou a tentar controlar a situação.

3) Faça exercício Físico

Actividades físicas podem ajudar a controlar as emoções, uma vez que estimula vários processos químicos no sistema nervoso, o que o fará sentir-se mais feliz e tranquilo.

4) Pense antes de falar

Nunca discuta quando estiver nervoso. Pensar antes de falar, analisando a situação, e não a outra pessoa, é respeitar-se a si mesmo e ao outro.

5) Tente identificar soluções


Ao invés de tentar achar um culpado, pense no problema em si e como pode resolvê-lo, tente organizar-se com antecedência para evitar imprevistos. Lembre-se sempre que explodir e ofender não vai resolver o problema.



6) Seja específico e não generalize


Por exemplo, se o seu filho deixou os brinquedos espalhados onde estava a brincar, peça com gentileza que vá arrumar os brinquedos. Diga que espera que ele o ajude com essa tarefa. Nunca diga a um filho: “Nunca ajudas com nada!”. Isso cria sequelas psicológicas irreversíveis.


7) Não assuma a amargura

Algumas pessoas tornam-se amarguradas porque sofrem demasiado. O problema nem está em sofrer demasiado, mas sim a atitude, ou seja, permitir que os problemas, de qualquer tipo ou nível de gravidade, parasitem o nosso corpo, assim como os nossos pensamentos, tornando-nos amargurados e sem esperança.

8) Pratique o bom humor.


Não leve as coisas para o lado pessoal. Sarcasmo não é a resposta, mas rir de si mesmo é o primeiro passo para ser mais humilde.

9) Relaxe.

Procure algo que o ajude a relaxar. Seja um hobby, desporto, animal, passeio, etc. Diga-se a si mesmo para ter calma. Ouça boa e calma música. Pratique yoga. Escreva um diário.

10) Peça ajuda


Observe-se e saiba pedir ajuda quando precisar. Se depois de tentar todas estas estratégias, e mesmo assim se sentir forçado a rompantes de humor, procure um profissional capacitado, como um psicólogo, que poderá avaliar melhor como se sente.

Existem variadíssimas técnicas e dicas para pessoas com problemas de temperamento. O importante é controlar-se a si mesmo, para ser capaz de controlar as outras situações da sua vida.

Se Gostou do que Leu, Clique G+1
 
 

terça-feira, 2 de abril de 2013

Sila Tarot: Dicas - Como Poupar!

O dinheiro está na base do nosso dia-a-dia: trabalhamos para o ganhar, precisamos dele para o gastar no necessário, mas também muitas vezes no supérfluo. Embora um luxo seja permitido – até porque faz maravilhas ao estado de espírito – a verdade é que o dinheiro parece nunca chegar. Quer esticar o salário até para além do final do mês? Não é assim tão difícil: pequenos hábitos diários podem fazer toda a diferença… e pode começar a poupar hoje...
Dinheiro vivo: Um dos principais motivos pelos quais achamos que gastamos muito dinheiro é porque pagamos tudo com cartão de débito/crédito, não tendo noção da diminuição contínua da conta bancária. Conclusão? Podemos estar a gastar mais do que devíamos. O que fazer? Duas coisas: a primeira é começar a pagar tudo o que puder com dinheiro vivo, ou seja, estipule e levante um valor para a semana inteira e tente seguir esse orçamento. A segunda é guardar todos os talões de compra de todos os gastos efectuados durante o mês para no final somar tudo e ter uma real ideia de onde anda a gastar o seu precioso dinheiro e em que áreas da sua vida pode começar a poupar.
 
Refeições em casa: A alimentação ocupa uma das maiores fatias do nosso orçamento mensal e, embora deixar de comer está fora de questão, podemos poupar na alimentação (e muito!) ao comer em casa. Comece por tomar o pequeno-almoço sempre em casa: para além de poupar o consumo de calorias desnecessárias na pastelaria da esquina, vai poupar muito dinheiro ao final do mês – basta contabilizar o que já gasta diariamente e multiplicar… números impressionantes, não são? Se puder ir almoçar a casa, tanto melhor; se não e tem possibilidade de levar o almoço para o escritório, perfeito! Faça o mesmo com o lanche… basta fazer as contas, minhas amigas!
 
 
Depósito cheio ou vazio? Dependemos dos carros para tudo e mais alguma coisa e eles dependem da nossa carteira para garantir o nosso transporte e segurança. Entre combustível, portagens, revisões e avarias inesperadas pode tornar-se num luxo bastante caro, mas há formas de combater esse prejuízo. Procure alternativas: vá a pé (sabe especialmente bem no bom tempo e acaba por fazer exercício físico!); ande de comboio, metro ou autocarro (opções cada vez mais confortáveis e em conta, face ao preço do combustível!). Tem colegas de trabalho que também vão sozinhos de carro para o escritório? Juntem-se todos num único carro, tracem o itinerário ou marquem o ponto de encontro e cada semana uma pessoa leva o seu carro, ficando em “descanso” nas restantes.
 
Exercício físico gratuito: Há quanto tempo anda a pagar a mensalidade do ginásio sem pôr lá os pés? Se há dinheiro mal gasto é aquele que não nos serve para nada, do qual não retiramos qualquer benefício ou proveito. A bem da sua saúde e carteira, procure alternativas para se manter em forme: caminhe com uma amiga depois de jantar (uma excelente maneira de pôr a conversa em dia!), pesquise a agenda cultural da cidade e inscreva-se nas aulas de ioga no jardim ou outros treinos gratuitos que estão constantemente a surgir; existem muitos sites que disponibilizam o download gratuito de regimes de fitness para fazer em casa; faça uma sessão de jogging à volta do seu bairro; ande de bicicleta…
 
Lar mais económico: Não há maneira mais fácil de poupar do que em casa e basta transformar os seguintes gestos em hábitos para começar a ver as facturas a diminuir no fim do mês: investir em lâmpadas económicas; desligar todas as luzes sempre que sai de uma divisão; desligar todos os botões de standby dos aparelhos; não deixar os carregadores dos telemóveis ou portáteis nas fichas 24 horas por dia; reduzir a temperatura da caldeira/esquentador; lavar a roupa em água fria; lavar a louça em água tépida em vez de escaldante; não deixar as torneiras a correr enquanto lava os dentes ou qualquer outra coisa. Aqui, menos é mais, ou seja, mais dinheiro… mas é importante fazer disto uma rotina diária!
 
 
Moda eco-chic: Existem inúmeras formas de manter o estilo, mesmo com um orçamento apertado e andar com as colecções de há 50 anos atrás não é uma delas! É natural querermos actualizar os nossos guarda-roupas sempre que sai uma nova colecção e ninguém diz que não o deve fazer – agora o que deve evitar é comprar por comprar, comprar por impulso ou por emoção, não saber se tem alguma coisa que combine com a nova peça… já perceberam não já?
 
Marcas brancas: Está na hora de acabar com o mito de que as grandes marcas são sempre as melhores e experimentar as ditas marcas brancas – com uma excelente relação qualidade-preço, os produtos de marca branca são uma escolha acertada na hora de poupar algum dinheiro na conta do supermercado. Compare rótulos, preços e vá experimentando. É ver para crer, na carteira e na utilização diária.
 
Festas em casa: Sabe que as jantaradas semanais com as amigas estão a dar-lhe cabo das finanças, mas também não se quer privar desses bons momentos? A solução é muito fácil: passar a festa para casa! Cada uma leva algo para petiscar, uma sobremesa, uma garrafa de vinho e um filme em DVD – a partir daí é só pôr a mesa e a conversa em dia, enquanto há jantar seguido de cinema. Na semana seguinte façam na casa de outra amiga e assim sucessivamente: diversão a custo zero… ou quase!
 
 
Reciclar, reciclar, reciclar! O conceito de reciclagem pode ser aplicado em vários aspectos da nossa vida, ou seja, só porque se cansou da mesa da cozinha, não quer dizer que a tem de deitar ao lixo e comprar uma nova! Pode sempre pintá-la de outra cor ou trocá-la com a da sua irmã… este género de raciocínio criativo revela-se ainda extremamente económico! E quem diz móveis, diz outras peças de decoração (dar vida nova a velhos objectos), diz vestuário (fazer uma troca de roupa com as amigas duas vezes por ano ou fazer alterações na costureira), diz comprar coisas em segunda mão (automóvel, microondas, televisão). Antes de deitar fora e comprar novo, veja se e como pode transformar aquilo do qual já se cansou, se alguém quer comprar ou trocar por outra coisa. A isto chama-se compras inteligentes.
 
Poupanças visíveis: Reservo a dica mais simples de como começar a poupar dinheiro já hoje para o fim: abra uma conta poupança para lá depositar, todos os meses, um valor fixo. Faça essa transferência, de forma manual ou automática, no dia em que receber o vencimento e mantenha-se fiel a esse novo hábito. Pode ser um fundo de emergência ou um mealheiro para as próximas férias, o importante é que não o vai gastar desnecessariamente e, à medida que verá essa conta crescer, estará motivada para continuar a poupar.

 
Boas poupanças!
 
 
Se Gostou do que Leu, clique G+1
 

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Sila Tarot: Dicas para ser mais Feliz no trabalho!



Pelo menos metade das horas que estamos acordadas são passadas em reuniões no escritório, em frente ao computador e em longas conversas telefónicas com clientes que nem sempre são de fácil trato. Prazos apertados, horas extra, colegas difíceis… podem contribuir para um efeito bola de neve que nos deixa literalmente à beira de um ataque de nervos. Respire fundo e aprenda a ser mais feliz no trabalho.

  1. Ambiente de trabalho: Não estou a falar daquele que enche o ecrã do computador, mas de todo o espaço em que normalmente habita das 9h00 às 19h00 e que pode influenciar o seu estado de espírito e produtividade, de forma positiva ou negativa. Uma secretária limpa e organizada, uma cadeira ergonomicamente correcta, um auricular ou headset, e até o brilho do ecrã do PC são pequenos detalhes que contam muito para o seu bem-estar no local de trabalho. Veja quais são as suas queixas mais comuns e procure solucioná-las o mais rapidamente possível.
  2. Hora da pausa: Há tanto que fazer que nem tem tempo para ir à casa de banho quanto mais sair do escritório para ir almoçar? Embora por vezes comer uma sanduíche à secretária enquanto o resto do pessoal sai pode ser exactamente aquilo que precisa para adiantar algum trabalho em paz, não é a solução para o dia-a-dia. Também não é muito saudável almoçar diariamente com os colegas do escritório, principalmente se passarem essa pausa preciosa a falarem exclusivamente de trabalho, ou pior, a queixarem-se de tudo e mais alguma coisa. Aproveite a hora de almoço para andar um pouco a pé, para almoçar com as amigas ou o namorado ou até para ir comer qualquer coisa a casa – será um escape muito benéfico. Durante o resto do dia, tente parar pelo menos 5 minutos de hora em hora, para apanhar um pouco de ar, esticar as pernas, fechar os olhos ou ir à casa de banho molhar o rosto com água fria.
  3. Postura perfeita: Aqui podemos considerar duas perspectivas: a da postura física que é essencial para evitar o cansaço, as dores de cabeça e a irritabilidade generalizada no final do dia. Sabia que o próprio acto de se sentar direita dar-lhe-á energia e uma sensação de poder imediatos? Vá treinando até aperfeiçoar e veja com os seus próprios olhos os resultados. Para ser mais feliz no trabalho, também é necessário adoptar a postura correcta em termos de relações humanas, ou seja, promover um espírito de equipa, sem entrar em esquemas de competitividade e de mexericos. Não é fácil, mas é possível, e a bem da sua sanidade mental, sugerimos que faça por isso.
  4. Sim & Não: No mundo do trabalho é preciso saber exactamente o que se está a fazer quando se diz que “sim”, mas também é preciso saber dizer que “não”. Dizer sistematicamente que “sim” pode trazer-lhe toneladas de trabalho extra, responsabilidade acrescida, tarefas desconhecidas e um nível de stress pouco salutar, por isso, aprenda a resistir ao impulso profissional de dizer sempre que “sim”. Opte por utilizar frases como “ligo-lhe ao final do dia para lhe dizer alguma coisa” ou “deixe-me consultar a minha agenda primeiro” e assim terá tempo para reflectir antes de se lançar de cabeça e, possivelmente, arrepender-se. O “não” é uma poderosa arma rumo à felicidade profissional e é crucial aprender a usá-la com respeito e nas situações adequadas. Garantimos-lhe que “não” vai querer outra coisa…
  5. Não deixe para amanhã… Aquilo que pode fazer hoje! Todas nós enfrentamos diariamente tarefas difíceis ou chatas, que temos tendência a ignorar ou a procrastinar e que, mesmo assim, nos trazem muita infelicidade. Sabia que quanto mais procrastinar mais difícil vai parecer resolver determinada situação? E que quanto mais depressa resolver esses assuntos pendentes, mais depressa sentirá uma enorme sensação de alívio e de energias renovadas? Clientes chatos e toneladas de burocracia? Quantas são? Que venham elas!
  6. Snacks saudáveis: Em ambientes de trabalho altamente competitivos, ou pior, hostis, os elevados níveis de stress podem ser enfrentados com dois donuts numa mão e o sexto café do dia noutra. Ter a gaveta da secretária cheia de guloseimas pode trazer-lhe uma felicidade instantânea a meio do dia de trabalho, mas não fará nada para o seu bem-estar geral. Procure ter sempre consigo uma garrafa de água, alimentos saciantes, nutritivos e fornecedores de energia para fazer o que tem a fazer, num abrir e fechar de olhos. Se preferir esconder-se por trás de um pacote de bolachas de chocolate, para além de manter o stress em alta e os níveis de energia em baixa, terá ainda de lidar com alguns quilos indesejados.
  7. O trabalho fica no trabalho: Não faça de um hábito levar trabalho para casa, nem fisicamente, nem emocionalmente. Se continuar o seu dia de trabalho no santuário que supostamente é a sua casa, não irá descansar devidamente e irá abdicar de outros aspectos preciosos da sua vida. É importante desligar-se diariamente do escritório, nem que seja para libertar todo o stress acumulado numa aula de body combat, para descontrair através da meditação, ir dar uma caminhada, ter um jantar romântico com o namorado ou fazer croché. Este escape diário fará maravilhas à sua criatividade, concentração e produtividade. Se parar para pensar um pouco, depressa chegará à conclusão que o trabalho estará lá amanhã, às nove em ponto.
  8. Faça aquilo que gosta: Se não ama o que faz, dificilmente será feliz no trabalho e essa frustração irá, mais cedo ou mais tarde, estender-se às restantes áreas da sua vida. É lógico que o emprego dos seus sonhos nem sempre está ao virar da esquina, mas se não fizer nada para o procurar, ele não vai surgir como que por magia no seu inbox. Comece já hoje a decidir o que quer realmente fazer em termos profissionais: alcançar a tão desejada promoção? Voltar a estudar? Mudar completamente de área? Abrir o seu próprio negócio? Trabalhar a partir de casa? Agora, mãos à obra e comece a fazer tudo o que estiver ao seu alcance, rumo ao paraíso profissional (sim, ele existe!) e a bem da felicidade no trabalho.
 
Citando uma velha máxima, ser feliz no trabalho pode muito bem resumir-se ao seguinte: “faça aquilo que gosta e não terá de trabalhar um único dia da sua vida”.


Se Gostou do que Leu, clique G+1